PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em jogaço, Fla vence Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa

Gabigol e Arrascaeta comemoram gol do Flamengo diante do Palmeiras - Lucas Figueiredo/CBF
Gabigol e Arrascaeta comemoram gol do Flamengo diante do Palmeiras Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/04/2021 13h28

Classificação e Jogos

Um jogaço, digno das duas melhores equipes do país. Com direito a golaços, muitas chances de ambos os lados e disputa de pênaltis, o Flamengo venceu o Palmeiras nas cobranças por 6 a 5 — após empate em 2 a 2 no tempo normal — e sagrou-se bicampeão da Supercopa do Brasil no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Os gols foram marcados por Raphael Veiga (2) para o Palmeiras - sendo um deles uma pintura - e Gabigol e Arrascaeta para o Flamengo.

Em 2020, o Rubro-Negro já havia sido campeão da competição ao vencer o Athletico-PR por 3 a 0. A Supercopa do Brasil reúne os vencedores do Brasileiro e da Copa do Brasil da temporada.

Na próxima semana, o Flamengo vira a chave para o Campeonato Carioca, onde tem pela frente o clássico com o Vasco na quarta-feira (14), mesmo dia em que o Palmeiras decide a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia (ARG).

Os melhores - Arrascaeta e Veiga maestros

Arrascaeta, pelo Flamengo, e Raphael Veiga, pelo Palmeiras, comandaram suas equipes e, além dos bonitos gols, foram os grandes articuladores de jogadas.

Os piores - Arão e Luan falham

Willian Arão falhou no gol de Raphael Veiga ao sofrer um drible desconcertante e também deixou espaços na defesa em outros lances. Já Luan deu um bote errado no gol de Gabigol.

Golaço de Veiga logo no início

Raphael Veiga comemora gol do Palmeiras contra o Flamengo, pela Supercopa do Brasil - Lucas Figueiredo/CBF - Lucas Figueiredo/CBF
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Com apenas um minuto de jogo, Diego Alves saiu mal após um chutão para frente, Felipe Melo ganhou na cabeça e passou a bola para Raphael Veiga, que fez um lindo drible de corpo sobre Willian Arão e chutou forte, no canto. Golaço e 1 a 0 para o Palmeiras!

Gabigol empata após jogadaça de Filipe Luís

O Flamengo chegou ao empate aos 22 minutos do primeiro tempo após Filipe Luís fazer uma jogadaça pela esquerda, chutar na trave e a bola encontrar Gabigol bem posicionado para ter somente o trabalho de empurrá-la para o fundo da rede.

Gol de Diego?

Diego, do Flamengo, salva lance em cima da linha e evita gol do Palmeiras - Marcelo Cortes / Flamengo - Marcelo Cortes / Flamengo
Imagem: Marcelo Cortes / Flamengo

O Palmeiras chegou muito próximo de estar na frente do placar novamente aos 28 minutos, quando Wesley deu um grande passe para Breno Lopes. O atacante driblou Diego Alves e chutou cruzado. Diego Ribas, de maneira incrível, salvou em cima da linha!

Pênalti ou falta?

Aos 40 minutos, Wesley deu um drible desconcertante em Isla e foi tocado. Inicialmente, o árbitro Pedro Vuaden assinalou pênalti, mas em lance muito difícil, mudou a decisão e marcou falta na entrada da área.

Revoltado, Abel Ferreira é expulso

O técnico Abel Ferreira reclamou bastante da arbitragem. Inicialmente, foi advertido com um cartão amarelo. A punição, porém, o deixou ainda mais revoltado, e Vuaden decidiu por expulsá-lo de campo.

Arrascaeta vira para o Flamengo

Lance do gol de Arrascaeta, do Flamengo, na Supercopa do Brasil - Alexandre Vidal / Flamengo - Alexandre Vidal / Flamengo
Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Nos acréscimos do primeiro tempo, Arrascaeta pegou uma bola pela esquerda, cortou para o meio da intermediária e resolveu chutar no contrapé de Weverton, pegando o goleiro do Palmeiras de surpresa e colocando o Flamengo na frente.

Pênalti para o Palmeiras e empate

Raphael Veiga, do Palmeiras, comemora segundo gol diante do Flamengo pela Supercopa do Brasil - Lucas Figueiredo/CBF - Lucas Figueiredo/CBF
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Aos 26 minutos do segundo tempo, Rony foi lançado na área e foi puxado pela camisa por Rodrigo Caio. O árbitro Pedro Vuaden assinalou a infração e marcou pênalti, que Raphael Veiga cobrou forte, no canto esquerdo de Diego Alves, que ainda foi na bola, mas não alcançou.

Vitinho acerta a trave e Werverton a beija

Após o empate do Palmeiras, o Flamengo chegou com perigo com Vitinho, quando o atacante soltou uma bomba que carimbou a trave e a bola voltou para Weverton. O goleiro chegou a beijar sua "companheira" de baliza.

Confusão no corredor dos vestiários

Nos acréscimos do tempo normal, uma confusão se instaurou no corredor dos vestiários das equipes entre jogadores e integrantes das comissões técnicas das duas equipes.

Diego Alves brilha nos pênaltis

Diego Alves, do Flamengo, durante cobrança de pênalti de Raphael Veiga - Alexandre Vidal / Flamengo - Alexandre Vidal / Flamengo
Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Nas penalidades, Diego Alves brilhou e pegou três pênaltis (Mayke, Gabriel Menino e Luan), ajudando o Flamengo a vencer nas cobranças por 6 a 5 e se sagrar campeão da Supercopa do Brasil.

Público no Mané Garrincha

Mesmo com as restrições por conta da pandemia do coronavírus, o estádio Mané Garrincha recebeu um público restrito que era formado por convidados da CBF, patrocinadores e integrantes dos dois clubes.

Palmeiras permanece em Brasília

O Palmeiras permanecerá em Brasília após a Supercopa. É que na próxima quarta-feira (14) o Alviverde tem pela frente a decisão da Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia (ARG). No jogo de ida, na Argentina, os brasileiros venceram por 2 a 1.

A entrada em campo das equipes

A chegada do Flamengo

Primeira transmissão de Galvão Bueno

O locutor Galvão Bueno fez sua primeira transmissão de jogo de futebol após ser vacinado contra a covid-19.

Clima descontraído no vestiário do Palmeiras

Antes da decisão, o clima no vestiário do Palmeiras era de descontração, com os jogadores praticando uma "altinha" com a bola:

Jogadores do Palmeiras no vestiário antes da partida diante do Flamengo, pela Supercopa do Brasil - Cesar Greco/Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Palmeiras

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 (6) X (5) 2 PALMEIRAS

Competição: Supercopa do Brasil
Data: 11 de abril de 2021, domingo
Horário: 11h00 (de Brasília)
Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Arbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Márcio Puglia Souza, Isla, Rodrigo Caio, Willian Arão, Rogério Ceni (FLA); Felipe Melo, Wesley, Victor Castanheira, Abel Ferreira, Luan, Mayke (PAL);
Cartões vermelhos: Abel Ferreira, João Martins (PAL)
Gols: Raphael Veiga, do Palmeiras, aos 1'/1T (0-1); Gabigol, do Flamengo, aos 22'/1T (1-1); De Arrascaeta, do Flamengo, aos 48'/1T (2-1); Raphael Veiga, aos 28'/2T (2-2)

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho, aos 17'/2T), Rodrigo Caio, Willian Arão e Filipe Luís; Diego (João Gomes, 17'/2T), Gerson (Pepê, aos 42'/2T), Everton Ribeiro (Vitinho, aos 33'/2T) e De Arrascaeta; Bruno Henrique (Michael, aos 43'/2T) e Gabigol. Técnico: Rogério Ceni.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha (Mayke, aos 14'/2T), Luan, Gustavo Gómez, e Matías Viña; Felipe Melo (Danilo, intervalo), Zé Rafael (Gabriel Menino, intervalo) e Raphael Veiga; Breno Lopes, Rony (Gustavo Scarpa, aos 44'/T) e Wesley (Gabriel Veron, aos 15'/2T). Técnico: Abel Ferreira.

Pênaltis
Flamengo:
De Arrascaeta (acertou); Filipe Luís (errou); Matheuzinho (errou); Vitinho (acertou); Gabigol (acertou); João Gomes (acertou); Pepê (errou); Michael (acertou); Rodrigo Caio (acertou)

Palmeiras: Raphael Veiga (acertou); Gustavo Gómez (acertou); Gustavo Scarpa (acertou); Luan (errou); Danilo (errou); Matías Viña (acertou); Gabriel Menino (errou); Gabriel Veron (acertou); Mayke (errou)

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que foi publicado, Diego Alves pegou três pênaltis, e não quatro. O erro foi corrigido.

Futebol