PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

CRB marca duas vezes no segundo tempo e vence Botafogo de virada

Disputa de bola entre Luís Oyama e Marthã durante jogo nesta terça (6) entre Botafogo e CRB - THALITA CHARGEL/ESTADÃO CONTEÚDO
Disputa de bola entre Luís Oyama e Marthã durante jogo nesta terça (6) entre Botafogo e CRB Imagem: THALITA CHARGEL/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

06/07/2021 23h24

Classificação e Jogos

O CRB entrou no G4 da Série B. O clube alagoano venceu, de virada, o Botafogo, por 2 a 1, nesta terça (6) em casa, no estádio Rei Pelé. Os gols foram marcados por Nicholas Careca e Marthã, enquanto Rafael Navarro fez o gol botafoguense que abriu o placar. A equipe carioca segue sem vencer fora de casa.

O jogo foi equilibrado, e o Botafogo até foi superior na primeira etapa, indo para o intervalo com merecida vantagem de 1 a 0. No primeiro lance do segundo tempo, porém, o CRB empatou a partida e passou a controlar a partida, mesmo sem criar muitas chances. Aos trinta minutos, porém, a equipe alagoana virou o placar com um gol de cabeça.

Com a derrota, o Botafogo fica nos 12 pontos e ocupa a nona posição. O próximo duelo do Alvinegro será diante do Cruzeiro, no sábado (10), às 16h30. Já o CRB chegou aos 17 pontos e subiu para quarta colocação. O clube alagoano terá como adversário na próxima rodada o Guarani, em Campinas, na próxima terça (13).

Começo ofensivo

O Botafogo iniciou a partida buscando mais o campo adversário e finalizou quatro vezes em sete minutos. A equipe carioca marcava em cima e deixava o CRB com dificuldades na saída de bola.

Kanu tirou na linha

Apesar do domínio alvinegro, o CRB também assustou. Após escanteio, o goleiro Douglas Borges saiu mal e Gum tocou de cabeça. Coube ao zagueiro Kanu tirar a bola, praticamente em cima da linha, para evitar o gol dos anfitriões.

Gol de artilheiro

O Botafogo era melhor no primeiro tempo e foi premiado. Após rebote do goleiro, Rafael Navarro finalizou em cima da zaga e, aproveitando o próprio rebote, finalizou com sucesso para abrir o placar.

Mudanças e resultado imediato

O treinador do CRB mexeu no intervalo e esperava um time mais ofensivo. O relógio mal passou de um minuto e o CRB já tinha empatado a partida. Em jogada rápida, Renan Bressan enfiou a bola para Nicholas Careca que tocou na saída do goleiro para empatar a partida. Detalhe: a jogada envolveu dois atletas que tinham acabado de entrar em campo.

Vira, virou

Após empatar a partida, o CRB passou a controlar a partida, mas sem criar grandes chances. O Botafogo estava sem alternativas e Marcelo Chamusca até fez alterações, mas não mudou muito o panorama. Aos 30 minutos, Marthã completou de cabeça escanteio e virou a partida para os donos da casa.

Foi para o abafa

Depois de sofrer a virada, o Botafogo foi com tudo para o ataque, mas de maneira bem desorganizada. A equipe circulava a bola pelo campo ofensivo, mas sem conseguir oferecer real perigo de marcar o gol de empate, com muitas bolas cruzadas na área. A única exceção foi quando, aos 40 do segundo tempo, Diego Gonçalves fez jogada individual, invadiu a área e bateu cruzado, obrigando o goleiro Diogo Silva a fazer bola defesa.

FICHA TÉCNICA

CRB 2 X 1 BOTAFOGO

Motivo: 10ª rodada da Série B do Brasileirão
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data e horário: 6 de julho de 2021, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: José Mendonça da Silva Júnir (PR)
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Sidmar dos Santos Meurer, ambos do Paraná.
Gol: Rafael Navarro, aos 30 minutos do primeiro tempo; Nicholas Careca, a um minuto e Marthã aos trinta minutos do segundo tempo;
Cartão amarelo: Marthã, Wesley e Nicholas Careca (CRB);

CRB: Diogo Silva; Celsinho (Wesley), Gum, Caetano e Romão; Jean Patrick (Nicholas Careca), Marthã (Claudinei); Reginaldo, Diego Torres (Renan Bressan) e Erick; Hyuri (Calyson). Técnico: Allan Aal.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Rafael Carioca. Luís Oyama, Barreto (Pedro Castro); Diego Gonçalves, Felipe Ferreira (Ronald) (Marcinho), Chay (Marco Antônio); Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Marcelo Chamusca.

Botafogo