PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com Brasil pela frente, técnico do Equador recusa eliminação antecipada

Gustavo Alfaro, técnico do Equador - Heber Gomes/AGIF
Gustavo Alfaro, técnico do Equador Imagem: Heber Gomes/AGIF

Eder Traskini

Do UOL, em Goiânia

24/06/2021 14h20

Classificação e Jogos

O técnico Gustavo Alfaro, do Equador, negou que sua seleção esteja "praticamente eliminada" da Copa América após o empate por 2 a 2 com o Peru, ontem (23), no estádio Olímpico, em Goiânia. A equipe tem pela frente o Brasil na última rodada e está em situação complicada no grupo B.

Alfaro, no entanto, lembrou o jogo das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, quando os equatorianos levaram o 0 a 0 no placar até os 25 minutos do segundo tempo. O duelo terminou 2 a 0 para a equipe de Tite.

"Não sei por que está praticamente eliminado. Não sei qual equação fazem para estar praticamente eliminado. Temos uma partida difícil com o Brasil, sim, mas contra o Brasil tivemos 0 a 0 por 70 minutos nas Eliminatórias. Perdemos uma bola na saída, mas custou muito ao Brasil. Hoje, Equador está classificado. O que acontece é que fazem cálculo muito rápido, fazem cálculo que o Peru e a Venezuela vão empatar e que nós vamos perder para o Brasil e dessa maneira estamos eliminados. Mas temos 90 minutos para jogar e vamos brigar. Nos sentimos com vida (na competição) e vamos buscar por mais difícil que seja. A Copa foi muito boa em rendimento e muito má em resultado. Pagamos muito caro pelas distrações e pelos erros. Em nenhum tempo jogado o rival nos superou", disse o treinador do Equador em entrevista coletiva após o empate na Copa América.

O equatorianos ocupam a quarta colocação do grupo B e estariam classificados se o torneio terminasse hoje. Porém, a Venezuela, que tem a mesma pontuação do Equador e um saldo dois gols menor, enfrenta o Peru na rodada final. Os peruanos jogam por um empate e o resultado pode também servir à Venezuela caso o Brasil vença o time de Gustavo Alfaro.

"Vamos jogar não só com o melhor adversário da América, mas um dos melhores do mundo. Como tal, temos que ver o que fizemos nas Eliminatórias, quando o Equador jogou uma boa partida. Tratar de recuperar os jogadores desse golpe anímico. Tínhamos tudo para ter ganho da Venezuela e acabamos empatando, hoje estávamos muito perto da classificação... Esses golpes são anímicos sobretudo em jogadores jovens. Vamos lutar pela classificação", afirmou o treinador argentino.

O Equador dominava o jogo contra o Peru e abriu 2 a 0 com facilidade na primeira etapa, mas sofreu o empate em oito minutos após o intervalo. Depois, não conseguiu voltar a ficar à frente no placar. Os dois jogos da última rodada da fase de grupos estão marcados para este domingo (27), às 18h.

Esporte