PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras afasta Patrick e fala em "falta de empatia e ato inadmissível"

O jogador Patrick de Paula, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do CARE Independiente Del Valle, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque.  - Cesar Greco / Palmeiras
O jogador Patrick de Paula, da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do CARE Independiente Del Valle, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. Imagem: Cesar Greco / Palmeiras

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/06/2021 10h45

O perfil oficial do Palmeiras se posicionou sobre o flagra de Patrick de Paula em uma festa clandestina nesta madrugada. O clube classificou o caso como inadmissível e citou que vai afastar o jogador.

"Lamentavelmente, o Palmeiras se deparou com um novo caso de quebra de protocolo sanitário por parte de um de seus atletas. Desta vez o episódio envolveu Patrick de Paula. Da mesma forma com que tratou a situação envolvendo o jogador Lucas Lima, o clube aplicará as sanções administrativas máximas determinadas pelo seu regulamento interno. Ambos os atletas ficam afastados dos treinamentos até determinação do Departamento de Futebol", e continuou:

"Lamentamos que casos de falta de empatia e de responsabilidade ainda ocorram em um momento tão difícil para a sociedade. São atitudes inadmissíveis e que receberão o devido tratamento."

O caso aconteceu poucas horas depois de PK ter sido advertido e multado pela diretoria do clube por entrar em campo - na partida contra o Américo-MG - com um piercing na orelha e desfalcar a equipe por quase sete minutos para tentar retirar o acessório.

Na semana passada, Lucas Lima já havia sido flagrado por torcedores saindo de uma festa clandestina em meio a pandemia do novo coronavírus.

Palmeiras