PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Taison defende Ramírez e pede autocrítica a grupo de jogadores do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

11/06/2021 00h21

Classificação e Jogos

Taison, na condição de capitão do Inter, foi o jogador que tomou a frente para se manifestar depois da derrota por 3 a 1 para o Vitória, que significou a eliminação na Copa do Brasil. Em nome do elenco, defendeu Miguel Ángel Ramírez e pediu que todos façam uma autocrítica e percebam seus erros.

"A culpa não é só do Mister (técnico, Ramírez). Nós, jogadores, também somos culpados. Entramos em campo, somos treinados para fazer as coisas, as vezes não acontece, perdemos o jogo e sempre o culpado é o treinador? Eu sou, meus companheiros são, todo mundo tem que pensar e achar o que tem que fazer de melhor. Cabeça está desse tamanho, está difícil, está muito difícil, porque vai ser f.. amanhã, depois de amanhã, e domingo já temos outro jogo. Preciso de todos bem com a cabeça, de mim também, e pensar no domingo", disse o jogador visivelmente emocionado.

Taison foi um dos destaques do jogo. Livre na criação, proporcionou ótimas chances aos colegas principalmente no primeiro tempo, quando o Inter teve aproximadamente cinco chances de gol, e perdeu todas.

Depois, o Vitória cresceu a partir da expulsão de Pedro Henrique, e acabou se classificando.

"Eu me emociono porque é difícil. Não preciso me defender aqui, porque o Taison quer marketing. Pode me criticar, podem ficar à vontade, vou defender meus companheiros até o final. Falei com Pedro (Henrique, que foi expulso), vou ajudar, o sentimento de tristeza é porque eu sei que vou chegar em casa, me trancar no quarto, não vou receber ligação dos meus pais, não vou falar com ninguém. Não temos tempo para pensar, temos o Brasileiro. Hoje e amanhã serão dias difíceis mas temos que estar preparados para o domingo", completou.

Miguel Ángel Ramírez, que não comandou o time pois testou positivo para covid-19, vê seu emprego ameaçado. O Colorado ainda não venceu no Brasileiro e agora está fora da Copa do Brasil.

"Não teve nada, quando ganhamos de goleada estava tudo tranquilo. Não é o esquema, o Mister, isso ou aquilo. Quando perdemos o jogo, se acha um culpado. Tá na hora de pararmos com isso e ter mais consciência e autocrítica", finalizou.

O Inter encara o Bahia, domingo, pelo Brasileirão. O Colorado soma apenas um ponto na competição e vem de uma goleada por 5 a 1 contra o Fortaleza.

Internacional