PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

Vitória elimina o Inter e é sexto nordestino nas oitavas da Copa do Brasil

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

10/06/2021 23h26

Classificação e Jogos

O Vitória está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Hoje (10), o time baiano venceu o Inter por 3 a 1, no Beira-Rio, e confirmou vaga na próxima fase da competição. Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Samuel, Eduardo e Guilherme. Johnny fez o gol do Colorado.

O Inter tinha vencido o primeiro jogo por 1 a 0, e estava bem em campo. Mas teve Pedro Henrique expulso no começo do segundo tempo e o time sofreu muito em seguida. No fim do jogo, Boschilia também levou vermelho. Classificado, o Vitória é o sexto time nordestino nas oitavas de final da competição de mata-mata.

O Inter volta a campo no domingo para enfrentar o Bahia, pela terceira rodada do Brasileiro. O Vitória tem compromisso no mesmo dia, contra o Operário, pela Série B.

Foi bem: Dinei acerta bomba na trave

Dinei entrou no segundo tempo mas fez um lance decisivo no jogo. Uma pancada de fora da área acertou a trave de Daniel. No rebote, Samuel marcou o gol.

Foi mal: Pedro Henrique é expulso de novo por lance "igual"

Pedro Henrique tinha sido expulso na goleada sofrida pelo Inter contra o Fortaleza. Numa dividida com Robson, chutou a bola e deixou o pé acertar o adversário. Hoje, contra o Vitória, fez a mesma coisa. Chutou a bola e deixou o pé bater em um rival. Já tinha cartão amarelo e recebeu o vermelho pelo segundo jogo seguido.

Taison sobra no meio-campo

Taison ainda não tinha apresentado o futebol de hoje. O rendimento, porém, justificou toda expectativa em sua chegada. Escalado como meia, atrás da dupla de ataque e com movimentação livre, distribuiu bons passes, dribles e concluiu com qualidade em gol também.

O jogo do Inter: reunião definiu mudanças

Não foi apenas no campo do CT Parque Gigante que a mudança tática do Inter foi definida. Em reuniões com a direção e com o grupo de jogadores, nasceu uma nova postura e uma outra formação. O Colorado entrou em campo com três zagueiros: Pedro Henrique, Johnny e Cuesta. Assim, deixou o meio-campo mais móvel, com Edenilson como volante, Taison e Patrick nas meias. Os laterais viraram alas e Yuri Alberto esteve com Galhardo na frente. Deu certo, tanto que a equipe produziu desde o primeiro minuto de jogo.

"Nos reunimos e decidimos que era momento de fazer alguma alteração para voltar a produzir o que já produzimos. Hoje entramos diferente, com mais liberdade para os meias e atacantes. Acredito que seguindo assim temos chances de ganhar os jogos", confirmou Patrick na saída do primeiro tempo.

Jogo muda após expulsão

O Inter fazia um bom jogo e empilhava chances desperdiçadas até os seis minutos do segundo tempo. Foi quando Pedro Henrique recebeu cartão vermelho após uma entrada forte. Com um jogador a menos, o Colorado perdeu campo a cada momento. O Vitória, que até então não tinha criado grandes oportunidades, foi ganhando espaço até abrir o marcador. Em seguida fez mais dois e arrancou o Inter da disputa.

O jogo do Vitória: Ramon Menezes tenta marcar alto

Ramon Menezes tentou colocar sua equipe para marcar adiantado. Com plano de pressionar e tirar a saída de bola do Inter, os jogadores avançaram a cada oportunidade, mas deram espaços atrás. Taison foi o responsável por desequilibrar a linha defensiva rival, com arrancadas que exploraram os espaços deixados. As chegadas ao ataque foram, porém, reflexo de erros forçados com a conduta coletiva. O time visitante até acertou a trave e cresceu a partir da expulsão de Pedro Henrique, empilhando chances, fazendo três gols e conquistando a classificação.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 3 VITÓRIA

Data: 10/06/2021 (quinta-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Frederico Soares Vilarinho
Cartões amarelos: Pablo, Samuel, Marcelo (VIT); Boschilia, Pedro Henrique (INT)
Cartões vermelhos: Pedro Henrique e Boschilia (INT)
Gols: Samuel, do Vitória, aos 24'; Johnny, do Inter, aos 34'; Eduardo, do Vitória, aos 35'; e Guilherme, do Vitória, aos 40 minutos do segundo tempo.

Inter
Daniel; Saravia, Pedro Henrique (Lucas Ribeiro), Cuesta e Moisés; Johnny (Boschilia), Edenilson e Taison (Mauricio); Yuri Alberto (Caio Vidal), Patrick e Galhardo (Lucas Ribeiro).
Técnico: Martín Anselmi (auxiliar)

Vitória
Lucas Arcanjo; Raul Prata, Marcelo Alves, Wallace e Roberto; Gabriel Bispo, Mateus Moraes (David), Soares (Guilherme), Ygor Catatau (Fernando Neto) e Pablo (Dinei); Samuel (Eduardo).
Técnico: Ramon Menezes