PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2021

Ferj critica prefeitura do Rio e pede "rigoroso controle" a Fla e Flu

Maracanã será palco do clássico entre Flamengo e Fluminense, pelo segundo jogo da final do Carioca - RICARDO MORAES
Maracanã será palco do clássico entre Flamengo e Fluminense, pelo segundo jogo da final do Carioca Imagem: RICARDO MORAES

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

21/05/2021 15h06

Classificação e Jogos

A Federação e Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) emitiu, na tarde de hoje (21), uma resolução em que proíbe a presença de convidados no Maracanã durante o Flamengo e Fluminense de amanhã (22), pelo segundo jogo da final do Campeonato Carioca. A instituição havia pedido à prefeitura do Rio de Janeiro a autorização para que o jogo tivesse 160 convidados (80 para cada clube), mas teve a solicitação negada.

Desta forma, a Ferj recomenda ao Rubro-Negro e ao Tricolor um "rigoroso controle no acesso ao estádio, de modo a permitir somente o ingresso de quem faça parte das delegações, arbitragem, quadro operacional, e todos os demais com funções diretamente relacionadas a partida e necessários ao funcionamento do estádio e desenvolvimento do evento".

Vale ressaltar que a Secretaria Municipal de Saúde indicou que haverá um esquema especial de fiscalização para esta segunda partida da decisão do Estadual. No último sábado, a Ferj liberou 300 convidados, 150 por clube, sem a anuência dos órgãos municipais, e, no decorrer da partida, houve desrespeito às regras sanitárias em meio à pandemia. A medida foi considerada infração "gravíssima" e gerou multa à administração do Maracanã.

A Ferj, em nota, faz críticas ao veto da prefeitura, e diz que "zela pela saúde alheia, com regras rígidas de procedimentos e diretrizes", apesar de não concordar com "decisões equivocadas por não as entender mesmo sob o prisma político".

Por público, Fla tentou levar decisão à Brasília

O Maracanã foi confirmado como sede do jogo na terça (18), após "derrota" do Flamengo nos bastidores. Primeiro, a Prefeitura negou a presença de público no estádio.

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e o Rubro-Negro, mandante da partida, demonstraram intenção de levar o duelo para Brasília, onde o clube da Gávea tentaria acordos políticos para levar público ao Mané Garrincha, enquanto o Fluminense se mostrou veementemente contrário à medida e ameaçou não viajar ou entrar em campo.

A possibilidade foi colocada à mesa na última semana, em documento publicado pela Ferj. O Fla se mostrou favorável, enquanto o Fluminense foi contrário. Botafogo e Vasco, participantes da decisão da Taça Rio, participaram da conversa e fizeram coro negativo.

Veja nota da Ferj na íntegra:

"Marcelo Carlos Nascimento Vianna, Diretor do Departamento de Competições da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto, pelo RGC e pelo REC do Campeonato Estadual da Série A de Profissionais de 2021, e

Considerando a decisão da Secretaria Municipal de Saúde em não permitir a presença de convidados, cuja autorização foi solicitada acompanhada de minucioso protocolo, plano de ação e todos os quesitos aplicáveis às normas internacionais de prevenção da Covid-19, aceitas para todas as atividades liberadas;

Considerando que apesar do entendimento da inexistência, segundo especialistas, de qualquer argumento científico, médico, clínico e epidemiológico em que a proibição possa ter amparo, e mais ainda, se comparando o tipo de atividade com as demais permitidas com o teor do protocolo apresentado;

Considerando que apesar do entendimento diverso da decisão do Secretário Municipal de Saúde sobre a pretensão requerida, não há como deixar de cumprir, enquanto a negativa perdurar, postura sempre adotada pela FERJ;

Considerando que a FERJ zela pela saúde alheia, com regras rígidas de procedimentos e diretrizes, e mesmo não concordando com decisões equivocadas por não as entender mesmo sob o prisma político, mantém rigorosa subordinação às autoridades competentes, em todos os casos;

Considerando a perplexidade pelo clima de possível irritabilidade gerada pela pretensão requerida, motivadora de possível incursão de aparato bélico fiscal, repressivo, midiático e etc.., tendo como pano de fundo a partida da final do Campeonato Carioca a ser disputada entre CR Flamengo x Fluminense FC, como se este evento fosse ou venha a ser o responsável pelos índices negativos no quadro da saúde, fato insubsistente sob qualquer critério que possa ser evocado, a transformar o Futebol do Estado do Rio de Janeiro no grande vilão da pandemia ou paladino da desobediência a ser açoitado por arroubos de descontentamento, o que não cabe em nenhuma dessas hipóteses

RESOLVE:

Ratificar a posição da FERJ de total obediência e cumprimento das determinações da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, que proíbe a presença de convidados nas dependências do estádio do Maracanã durante a realização do Fla x Flu, qualquer que venha a ser sua categoria.

Recomendar aos clubes envolvidos na disputa o rigoroso controle no acesso ao estádio, de modo a permitir somente o ingresso de quem faça parte das delegações, arbitragem, quadro operacional, e todos os demais com funções diretamente relacionadas a partida e necessários ao funcionamento do estádio e desenvolvimento do evento.

Esta resolução entra em vigor nesta data e está sujeita a revisão a qualquer tempo, considerada a dinâmica dos fatores que a motivaram e em consonância com as autoridades de saúde"