PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Salário afasta Wijnaldum do Barça e deixa holandês perto do PSG, diz jornal

Georginio Wijnaldum comemora gol em partida do Liverpool contra Atlético de Madri - Javier Soriano / AFP
Georginio Wijnaldum comemora gol em partida do Liverpool contra Atlético de Madri Imagem: Javier Soriano / AFP

Colaboração para o UOL

18/05/2021 11h18Atualizada em 18/05/2021 11h18

Georgino Wijnaldum, jogador de futebol do Liverpool, esteve associado ao Barça durante toda a temporada. O técnico, Koeman, ainda o quer, mas as reivindicações salariais elevadas do jogador tornam a sua incorporação cada vez mais descartada.

Por desempenho e situação, o contrato termina em junho. O jogador vai fazer 31 anos e com seu declínio nesta temporada que, definitivamente, não tem sido a melhor de sua carreira, não há garantias de que seu desempenho vai voltar ao nível do jogador que foi coroado campeão europeu com o Liverpool.

Diante da possibilidade de sair de graça, o jogador quer buscar um maior pagamento em forma de salário, algo que o Barça parece não estar disposto a assumir.

De acordo com o La Gazzeta dello Sport, Wijinaldum estaria pedindo mais de 4 milhões por ano junto com um contrato de longo prazo, de 3 ou 4 anos. O jornal ainda diz que o salário pedido definitivamente excluiria sua incorporação e o deixaria mais próximo do PSG, que estaria disposto a pagar pelo jogador.

Outros clubes europeus demonstraram interesse no holandês, entre eles a Roma de José Mourinho, que vai tentar convencê-lo a baixar o seu salário, já que o que Wijinaldum pretende arrecadar é inacessível para a entidade romana.

No entanto, o PSG é um dos favoritos a levá-lo. O time da capital francesa parece não ver os mais de 4 milhões que o jogador pede como um problema. Neste caso, Wijnaldum poderia anunciar seu destino logo após deixar a Inglaterra.

Futebol