PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diego Souza diz que semana sem treino atrapalhou Grêmio: "Saímos vivos"

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Do UOL, em Porto Alegre

09/04/2021 22h15

Classificação e Jogos

A sensação do Grêmio após o jogo contra o Independiente Del Valle-EQU, hoje (9), é de alívio. Logo depois do jogo de ida da 3ª fase preliminar da Copa Libertadores, Diego Souza exaltou o fato de o time gaúcho ter sido derrotado apenas por um gol de diferença. O centroavante, que inaugurou o placar no estádio Defensores Del Chaco, ainda citou a semana atípica. Ao longo dos últimos cinco dias, o elenco fez apenas um treinamento completo.

O Independiente Del Valle venceu por 2 a 1 com dois gols de Faravelli, marcados com diferença de seis minutos. O gol da vitória veio de pênalti, após falta e expulsão de Ruan.

"O mais importante, é que saímos vivos daqui", resumiu Diego Souza, ainda no gramado.

Em entrevista coletiva, minutos depois, o centroavante elaborou melhor a ideia.

"Fomos lesados. Fizemos um gol legítimo no primeiro tempo que daria tranquilidade (jogada que terminou na conclusão de Ferreira, mas foi anulada por impedimento). No segundo tempo, com tudo que aconteceu, seguramos o resultado e aí tem méritos do nosso time", disse.

Questionado sobre a semana conturbada, com quatro jogadores afastados do elenco (dois com resultado positivo para covid-19 e mais dois apenas com sintomas), treino vetado pelas autoridades equatorianas, jogo suspenso em Quito e remarcado da partida para Assunção — gerando três dias de treinos somente físicos, no interior dos hotéis, o centroavante falou.

"Creio que influenciou um pouco, sim. Nossa equipe ficou muito tempo sem treinar, sem saber o que iria fazer. E isso influenciou bastante. Tivemos que fazer tudo em um só dia. Isso é muito ruim para uma equipe, que precisa trabalhar taticamente, fisicamente. Ficamos muito tempo… Viajamos para lá, viajamos para cá. Isso sem dúvida afetou o desempenho".

O Grêmio volta a enfrentar o Del Valle quarta-feira (14), em Porto Alegre. O time gaúcho precisa vencer para ir à fase de grupos da Copa Libertadores. Quem passar, entra na chave que reúne Palmeiras, Defensa y Justicia-ARG e Universitario-PER.

Futebol