PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Yuri Alberto sonha com gol em Gre-Nal e celebra parceria de ídolo Guerrero

Yuri Alberto concede entrevista coletiva no CT do Inter e diz que sonha com gol no clássico - Ricardo Duarte/Inter
Yuri Alberto concede entrevista coletiva no CT do Inter e diz que sonha com gol no clássico Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

02/04/2021 18h03

Classificação e Jogos

Yuri Alberto tem um sonho: marcar no Gre-Nal. O centroavante do Inter vai para seu segundo clássico com o objetivo de conseguir realizar a proeza. Enquanto isso, não vê problemas em atuar pelos lados do campo e celebra parceria com Paolo Guerrero, que considera um ídolo.

"É um sonho meu aqui. Muitos já foram realizados, mas é um sonho fazer gol no Gre-Nal. Se Deus quiser vai se concretizar", disse em entrevista coletiva.

Yuri enfrentou o Grêmio uma vez até agora. Esteve em campo por 90 minutos na vitória do Inter por 2 a 1 em janeiro deste ano, no duelo válido pelo Brasileirão 2020. Os gols, no entanto, foram de Abel Hernández e Edenilson.

"Estou muito ansioso para o jogo de amanhã, que façamos uma grande partida e que possamos sair com a vitória", contou. "Um jogo como este, comentamos que é o primeiro grande jogo da temporada e será importante para dar confiança", acrescentou.

Com Miguel Ángel Ramírez realizando testes no início do trabalho, Yuri tem alternado posições. Treina e joga tanto com centroavante quanto aberto pelos lados. Mas não vê problema em ser deslocado de acordo com a preferência do comando técnico.

"Quem toma a decisão é o professor. Eu tenho entrado de ponta nos últimos jogos, me sinto à vontade e o professor me passa confiança. Como centroavante, que é a minha posição, fiz dois gols em dois jogos. Mas, de centroavante ou ponta, o que importa é estar jogando", afirmou.

No comando de ataque a disputa se dá com um ídolo. Paolo Guerrero foi um dos motivos para Yuri Alberto escolher atuar pelo Inter. A admiração pelo peruano segue intacta e ele até brinca sobre "disputas" nos treinos.

"Um dos grandes motivos de eu ter vindo para o Inter foi dividir o campo com um ídolo. O Paolo é um cara em que me espelho, dividir posição com ele é muito importante para mim. A gente sempre brinca no fim dos treinos, também com outros jogadores, fazemos finalizações, apostamos, quem fica por último tem que pagar R$ 100 para cada um. Mas isso tem um nível de competitividade também. E ele é muito acima da média, sou muito fã dele", elogiou.

O Inter visita o Grêmio amanhã (3), às 22h15 (de Brasília), pela nona rodada da primeira fase do Gauchão.

Internacional