PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Hulk estreia com assistência, e Atlético-MG goleia o Uberlândia no Mineiro

Hulk em sua estreia pelo Atlético-MG, em jogo contra o Uberlândia pelo Mineiro 2021 - Pedro Souza / Atlético
Hulk em sua estreia pelo Atlético-MG, em jogo contra o Uberlândia pelo Mineiro 2021 Imagem: Pedro Souza / Atlético

Do UOL, em Belo Horizonte

07/03/2021 22h23

Classificação e Jogos

O fato de jogar com um time alternativo nas rodadas iniciais do Campeonato Mineiro não alterou muito os planos do Atlético-MG. Na noite de hoje (7), o Galo, que promoveu a estreia do astro Hulk, venceu o Uberlândia por 4 a 0 e se garantiu na liderança ao fim da terceira rodada do Estadual. Os gols atleticanos foram marcados pelo argentino Matías Zaracho, Calebe, Júlio Cesar e Diego Tardelli.

A vitória em cima do time do Triângulo Mineiro deixou o Atlético-MG com nove pontos, mesma pontuação do América-MG. No entanto, o Alvinegro supera o rival nos critérios de desempate. O Galo marcou nove gols e sofreu apenas um [saldo de oito], enquanto o Coelho tem três gols de saldo — marcou quatro e sofreu um gol.

O Galo agora enfrentará o Patrocinense, no próximo sábado (13), às 19h, no estádio Pedro do Nascimento, em Patrocínio. O Uberlândia recebe o Pouso Alegre, no dia 15 de março, às 16h. Ambos os jogos da quarta rodada do Estadual.

O jogo

Mesmo com um time alternativo, já que os atletas considerados titulares finalizam um prazo de recesso por causa das mudanças no calendário — a temporada 2020 invadiu o ano de 2021 —, o Atlético-MG não passou apertos contra o Uberlândia. O Galo foi um time seguro, teve o domínio da partida e controlou bem as ações do duelo.

Mesmo com a saída de Sampaoli — que acertou com o Olympique de Marselha —, o Atlético-MG seguiu com características do trabalho do antigo treinador. O interino Lucas Gonçalves manteve, por exemplo, o estilo agressivo para a recuperação da bola, com marcação forte e "empurrando" o adversário para o campo defensivo. Com mais campo para rodar a bola e jogar no estilo "posicional", o Galo não deu chances para o adversário.

O Galo dificultou muito a vida do Uberlândia no jogo. A equipe do Triângulo Mineiro praticamente não "viu a cor da bola", tamanho o controle do Atlético-MG na partida.

Estreia do astro com assistência

A partida contra o Uberlândia ficará marcada na história alvinegra pela estreia do atacante Hulk, uma das grandes contratações do futebol brasileiro em 2021. O astro, que tem vasta experiência internacional no currículo, inclusive passagem pela seleção brasileira e uma Copa do Mundo na bagagem, teve uma atuação animadora, apesar do tempo parado e sem partidas oficiais, e mostrou qualidade.

Aos 35 minutos do segundo tempo, com maestria e tranquilidade, deu um belo passe para o quarto gol, marcado por Diego Tardelli.

"Eu me senti bem. Depois de mais de um mês trabalhando com os companheiros deu para entender bem o que o treinador quer. É bom para ganhar condição, fiquei três meses sem jogar. Agora é ganhar ritmo", analisou sua performance nos primeiros 45 minutos.

Hulk não jogava uma partida oficial há mais de três meses, já que seu último compromisso oficial havia sido em 25 de novembro, pelo Shanghai SIPG, da China.

Aos 17 minutos do primeiro tempo, Hulk deu um susto na comissão técnica atleticana. O jogador sofreu uma falta e caiu em cima do próprio ombro. Sofri uma falta, cai em cima do ombro, mas não é nada grave, só um pouco de incômodo. Dá para continuar", disse no intervalo.

No segundo tempo o atacante mostrou o quanto é forte. Se no primeiro tempo ele foi derrubado, na etapa final "isolou" um adversário com o corpo.

Fim de longo jejum

O primeiro gol do Atlético-MG colocou fim a um longo jejum. O Galo precisou de 395 dias para, no intervalo entre um e outro, marcar novamente de falta. Zaracho quebrou uma escrita negativa, já que o último gol dessa forma havia sido marcado em 20 de fevereiro de 2020, quando o venezuelano Otero — atualmente no Corinthians — balançou a rede do Unión Santa Fé, da Argentina, em jogo da Copa Sul-Americana.

Homenagem

Antes de a bola rolar, o zagueiro Igor Rabello foi homenageado pelo Atlético-MG pelos cem jogos no clube. Coube ao presidente atleticano Sérgio Coelho entregar um presente, uma camisa personalizada com o número 100 para o jogador.

"Receba essa camisa em reconhecimento à sua entrega e sua história no Galo. Esse é um clube que sabe reconhecer sua história e pessoas que fazem parte dela como você. Juntos, você, Igor, e Atlético-MG, têm passado e tem presente. Vamos juntos construir um futuro brilhante de glórias e conquistas", disse Sérgio Coelho.

"Muito grato por completar essa marca de cem jogos, uma camisa pesada que é. Orgulho pela marca e espero retribuir com títulos. Agradecer aos funcionários, muita gente vê só o dia a dia, mas tem muita gente nos bastidores que fazem a gente contribuir com os jogos", agradeceu Rabello.

Quem foi bem: Matías Zaracho e Calebe

Começou muito bem o Campeonato Mineiro. Ocupou de forma destacada os espaços do campo, apareceu para dar opção ofensiva aos companheiros, ajudou na marcação e ainda marcou o segundo gol com a camisa atleticana. O primeiro aconteceu contra o Flamengo, na primeira rodada do returno do Campeonato Brasileiro de 2020.

O jovem Calebe também esteve bem no jogo, marcou o seu primeiro gol com a camisa do Atlético-MG, e se movimentou de forma destacada na meia-ofensiva atleticana, dando trabalho ao setor defensivo do Uberlândia.

Quem foi mal: Filipe Ramon

O Uberlândia não ofereceu perigo ao Atlético-MG, mas Filipe Ramon, além de não jogar bem, ainda não teve espírito desportivo ao ser substituído e fazer cara feia para o técnico Tuca Guimarães.

Cronologia do jogo

Aos 22 minutos, o argentino Matías Zaracho cobrou falta da entrada da área e, após contar com o desvio de Everton, do Uberlândia, a bola "morreu" no fundo do gol de Marcão: 1 a 0.

Aos 6 minutos do segundo tempo, Calebe roubou a bola, tocou para Diego Tardelli que, da direita, cruzou na medida para o próprio Calebe marcar de peixinho: 2 a 0. Foi o primeiro gol do jovem meia com a camisa do Galo.

Aos 26 minutos do segundo tempo, o garoto Júlio Cesar fez o seu primeiro gol pelo time principal do Galo e aumentou o marcador contra o Uberlândia: 3 a 0. Foi apenas o terceiro jogo do atleta na equipe profissional atleticana.

Aos 35 minutos da etapa final, Diego Tardelli deu números finais ao placar, aproveitando assistência do astro Hulk: 4 a 0.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 4 X 0 UBERLÂNDIA

Motivo: 3ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 7 de março de 2021 (domingo), às 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Augusto Magno de Ramos
Gol: Zaracho (22' 1ºT), Calebe (6' 2ºT), Júlio Cesar (26' 2ºT), Diego Tardelli (35' 2ºT)
Cartão amarelo: Felipe Recife, Luizinho (UBE); Dodô (CAM)
Cartão vermelho: Não houve

ATLÉTICO-MG: Rafael; Mariano, Igor Rabello, Gabriel e Dodô (Matheus Lima); Dylan Borrero (Júlio Cesar), Matías Zaracho e Calebe (Rubens); Hulk, Marrony (Sávio) e Diego Tardelli (Felipe Felício). Técnico: Lucas Gonçalves

UBERLÂNDIA: Marcão; Everton, Mailson, Bruno Maia e Gilmar; Felipe Recife, Franco, Medina (Léo) e Felipe Ramon (Luizinho); Wandinho (Felipe Pará) e Reis (Daniel). Técnico: Tuca Guimarães

Atlético-MG