PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Alicia Klein: "Perdeu-se o critério da bola na mão dentro da área"

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 04h00

O Internacional precisava de um gol diante do Corinthians para encerrar o jejum e conquistar seu primeiro Brasileirão desde que chegou ao tricampeonato em 1979, mas o ataque não funcionou ou, quando funcionou, teve a participação do VAR com a anulação de dois gols em impedimento, além de um pênalti que inicialmente foi marcado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio, mas revisto após sugestão de Rodrigo Dalonso Ferreira no vídeo. O título acabou ficando com o Flamengo, mesmo derrotado pelo São Paulo no Morumbi.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com os jornalistas Vinícius Mesquita, Renato Maurício Prado, Alicia Klein e José Trajano —, Alicia Klein analisa as decisões da arbitragem no empate em 0 a 0 no Beira-Rio e afirma que os dois impedimentos foram bem marcados e no caso do pênalti a questão que fica é em relação aos diferentes critérios da arbitragem brasileira para jogadas semelhantes.

"O lance do pênalti a gente chegou num problema grave do VAR, eu até escrevi sobre isso na coluna essa semana, que é a falta de critério, não é questão se o juiz errou, ou não errou, a gente vê lances muito parecidos sendo marcados de forma diferente. Parecia ali uma bola no braço de apoio, então eu acho que não dá nem para dizer que foi um lance mal marcado", afirma Klein.

"A gente só não consegue entender exatamente, para mim perdeu-se o critério da bola na mão dentro da área, o juiz pode dar qualquer coisa e novamente a gente viveu aquela situação de um jogo quase 4 minutos parado para só aí o juiz ir checar o VAR. Então acho que isso de novo atrapalha bastante", completa.

A jornalista ressalta que o faltou competência para o Internacional mais no jogo diante do Corinthians até do que contra o Sport, citando o fato de o time comandado por Abel Braga ter contado com os 11 jogadores durante os 90 minutos na última rodada, enquanto na derrota sofrida para o time pernambucano, a expulsão afetou a equipe colorada.

"Esse jogo, para mim, é pior o que o que muita gente falou, que foi o jogo contra o Sport, 'ah o Inter perdeu o campeonato no jogo contra o Sport'. Mais do que nunca, o Inter perdeu o campeonato hoje [ontem], não só porque o campeonato acabou hoje, mas porque hoje o Inter tinha 11 em campo o jogo inteiro, estava recebendo IPTU no campo do Corinthians, dominou o jogo inteiro e não conseguiu fazer um gol", afirma Klein.

"O Inter precisava ter feito um gol para levar o campeonato. Praticamente o segundo tempo inteiro dependeu de si e não conseguiu fazer, então acho que para o torcedor colorado deve estar mais até do que talvez na rodada passada, que ficou a sensação de que perdeu o controle, não dependia mais de si, acho que hoje ficou uma sensação de campeonato perdido mesmo, porque chances não faltaram ao Inter", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol