PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

R$ 5 milhões e sossego: o que o jogo contra o Inter vale para o Corinthians

Vagner Mancini comanda o Corinthians em duelo contra o Athletico pelo Brasileirão 2020 - Ettore Chiereguini/AGIF
Vagner Mancini comanda o Corinthians em duelo contra o Athletico pelo Brasileirão 2020 Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Yago Rudá

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/02/2021 04h00

Se engana quem pensa que o Corinthians não tem ambição alguma para o jogo de hoje (25), às 21h30 (de Brasília), contra o Internacional. Já classificado para a Copa Sul-Americana e sem chances de vaga na Libertadores, o Timão foca suas forças em se livrar das fases prévias da Copa do Brasil 2021 e também na diferença de até R$ 5,2 milhões na premiação paga pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pela colocação final no Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o Corinthians está no 10º lugar na tabela do Brasileirão. Na melhor das hipóteses, o Timão terminaria na 9ª posição, o que lhe garantiria um cheque de R$ 19,8 milhões pago pela CBF. Na pior das hipóteses, o clube do Parque São Jorge encerra a competição na 12ª colocação, sendo ultrapassado por Red Bull Bragantino e Ceará na última rodada. Se isso acontecer, a premiação será de R$ 14,6 milhões.

As possíveis premiações do Corinthians pela participação no Brasileirão 2020:

  • 9º - R$ 19,8 milhões
  • 10º - R$ 18,5 milhões
  • 11º - R$ 15,5 milhões
  • 12º - R$ 14,6 milhões

Na atual conjuntura, uma diferença de R$ 5,2 milhões no caixa faria uma diferença considerável nas contas e no planejamento financeiro do clube para 2021. Por isso, apesar de a partida valer muito mais para o Internacional — que busca um título que não vem desde 1979 —, o Corinthians também tem pelo que lutar no gramado do Beira-Rio.

Fora o dinheiro, um resultado positivo no Rio Grande do Sul e a confirmação do nono lugar no Campeonato Brasileiro colocariam o Timão direto na terceira fase da Copa do Brasil — prevista para acontecer na primeira quinzena de junho. Se terminar o campeonato abaixo do nono lugar, o Corinthians jogará as duas primeiras fases do torneio eliminatório. A primeira fase, em jogo único, acontece em março, a segunda também em partida única, será em abril.

Por isso, o jogo contra o Internacional tem sim o seu valor para o Alvinegro. Pensando no dinheiro na conta e na tranquilidade do planejamento da próxima temporada, o técnico Vagner Mancini não deve poupar ninguém do elenco, exceção aos desfalques já confirmados: Fagner, Mosquito, Danilo Avelar e Gustavo Mantuan.

Corinthians