PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Premiação da Libertadores 2021 pode chegar em R$ 1,2 bi, diz Conmebol

Taça da Copa Libertadores no gramado do estádio do Maracanã - Divulgação/Conmebol Libertadores
Taça da Copa Libertadores no gramado do estádio do Maracanã Imagem: Divulgação/Conmebol Libertadores

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/02/2021 16h39

Nesta terça-feira, 23, a Libertadores 2021 terá seu pontapé inicial. Falando um pouco sobre o torneio, Gonzalo Belloso, Secretário Geral Adjunto do Futebol e Diretor de Desenvolvimento da Conmebol, deu detalhes surpreendentes do que esperar para esta edição, principalmente quando o assunto são as premiações financeiras.

"Os prêmios a serem distribuídos serão superiores a 200 milhões de dólares (US$ 230 milhões, cerca de R$ 1,2 bilhão). Os números falam por si, existe uma grande competitividade na Sul-Americana e Libertadores e tentamos aumentar o ano números por ano", disse ele, que completou:

"Para os clubes é muito importante ter um bom rendimento, pois fizeram um grande esforço durante este último ano."

As partidas das fases de grupos renderão um valor de um milhão de dólares por cada jogo em casa. Os que competirem nas oitavas, quartas e semifinais receberão um milhão, um e meio milhão e dois milhões de dólares, respectivamente. Além disso, existe o valor da final, que Gonzalo deixou em aberto.

Por fim, o ex-jogador quebrou rumores de que a cidade-sede da final já estava definida. Alguns veículos trataram da possibilidade de que a decisão seria no Equador, o que não foi confirmado.

"Estamos finalizando a definição do local para a final da Libertadores 2021. Acreditamos que será conhecido entre março e abril. A partir de 2022, a ideia é que o local escolhido seja utilizado para três edições consecutivas", finalizou.

Futebol