PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG tropeça, perde para o Goiás e fica mais longe do título

Do UOL, em Belo Horizonte

03/02/2021 23h28

A partida entre opostos colocou o Goiás, que luta contra o rebaixamento, diante do Atlético-MG, que ainda sonha — mesmo que aos trancos e barrancos — com o título do Campeonato Brasileiro. E naquele que pode ser chamado de "duelo entre Davi e Golias" venceu, como na narrativa bíblica, o time que poucos apostariam: a equipe goiana, por 1 a 0, com gol marcado ainda no primeiro tempo pelo garoto Índio.

Pela 34ª rodada do Brasileirão, o Galo levou a pior diante do Esmeraldino, que contou com a perspicácia e sorte de estreante do atacante de 20 anos, que em seu primeiro jogo como titular fez também o primeiro gol como profissional. "[Quero] Agradecer a oportunidade. No meu primeiro jogo como titular tentar ajudar o Goiás a sair dessa situação", disse na saída para o intervalo, em entrevista ao canal Premiere.

Classificação

Com o resultado, o Atlético-MG estaciona em 60 pontos e na terceira colocação, distante cinco pontos do líder Internacional, que só entra em campo amanhã (4) para enfrentar o Athletico-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Goiás vive o drama da luta do rebaixamento, consegue um respiro e chega a 32 pontos, a três do Sport — que tem um jogo a menos —, o primeiro time fora da zona da degola.

Agora o Galo só volta a campo na próxima semana, na quarta-feira que vem (10), contra o Fluminense, no Maracanã, às 21h30, pela 35ª rodada. Já o Goiás visita o Bahia neste sábado (6), às 19h, na Arena Fonte Nova.

O jogo

Atlético-MG teve boa produção no começo da partida — nos 15 minutos iniciais — chegou a fazer um gol, anulado pelo árbitro de vídeo por posição irregular do atacante Savarino, mas acabou caindo muito de produção depois que sofreu o gol. O time não conseguiu se concentrar e mesmo com mais posse de bola, mais volume, não foi efetivo.

Essa falta de efetividade acabou sendo um grande problema. Por mais que o Galo ocupasse o campo do Goiás, quando aconteceram as finalizações, essas não foram eficazes. Em um desses lances ofensivos, o time goiano também acabou contando com a sorte, que quando sobra para um lado, falta do outro.

No segundo tempo, o Atlético-MG alcançou a proeza de acertar a trave duas vezes no mesmo lance, em um momento de muita pressão que levava o Esmeraldino.

Tardelli, enfim, entra em campo

O atacante Diego Tardelli, enfim, entrou em campo após longa espera. O jogador não atuava em uma partida oficial desde 7 de março, quando ficou 20 minutos em campo na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, no clássico da primeira fase do Campeonato Mineiro. Tardelli se machucou em um jogo-treino na Cidade do Galo contra o América-MG, em maio do ano passado.

Quem foi bem: Índio

O jovem, que atuou como um ponta pelo lado direito do Goiás, se destacou pelo gol marcado e luta durante a partida, que era muito importante para o time goiano.

Quem foi mal: Savarino

O atacante Venezuelano até teve 15 bons minutos no começo do jogo, chegou a marcar um gol, anulado pelo VAR, mas foi só. A produtividade do jogador diminuiu bastante, faltando a ele poder ofensivo e velocidade pelo lado direito do ataque atleticano.

Cronologia do jogo

Aos 11 minutos do primeiro tempo o Atlético-MG chegou a fazer o gol com o venezuelano Savarino, mas a arbitragem, auxiliada pelo VAR, anulou o lance sob alegação de impedimento.

Aos 27 minutos, Daniel Oliveira cruza da esquerda após receber bola vinda da lateral. No meio da zaga atleticana apareceu Índio, que subiu para cabecear no canto direito de Everson: 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1 X 0 ATLÉTICO-MG

Competição: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Data e horário: 3 de fevereiro de 2021 (quarta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa/RJ)
Assistente: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Gol: Índio (27' 1ºT)
Cartão amarelo: Allan, Mariano, Jair (CAM); Indío, Heron (GOI)
Cartão vermelho: Não houve

GOIÁS: Marcelo Rangel; David Duarte, Fábio Sanches, Heron; Índio (Ratinho), Daniel Oliveira (Taylon), Henrique Lordelo, Miguel Figueira (Douglas Baggio), Shaylon (Iago Mendonça) e Jefferson; Fernandão (Rafael Moura). Técnico: Glauber Ramos

ATLÉTICO-MG: Everson; Gabriel (Jair), Réver, Júnior Alonso; Guilherme Arana, Allan (Nathan), Alan Franco (Mariano), Hyoran; Savarino, Sasha (Marrony) e Eduardo Vargas (Diego Tardelli). Técnico: Jorge Sampaoli

Atlético-MG