PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca analisa derrota do Santos contra o Fortaleza: 'Trabalho para o futuro'

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

21/01/2021 22h05

Classificação e Jogos

Após a derrota do Santos por 2 a 0 contra o Fortaleza, nesta noite, no Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Cuca analisou a partida. O treinador foi a campo praticamente com o time reserva, visando a final da Libertadores no dia 30, contra o Palmeiras. Apenas Felipe Jonatan e Lucas Braga foram mantidos.

Cuca ainda enfrentou problemas de última hora e precisou mudar o time titular inicialmente escolhido. Alex teve de ser substituído porque sentiu dores no joelho direito. O UOL Esporte antecipou que o jovem zagueiro sofreu uma entorse no local e era dúvida. Ele passará por exames de imagem ao retornar à Baixada.

"Tivemos algumas baixas de última hora. Volantes, quase todos. Alison por covid, Balieiro teve uma entorse de joelho, Jobson... Trabalhamos com três zagueiros e, no aquecimento, perdi o Alex, também com o joelho. Colocamos Guilherme Nunes, Sandry e Jean, com bom primeiro tempo, um pouco melhor que o Fortaleza, mas perdemos o pênalti. Sair à frente certamente faria a diferença com contra-ataques no segundo tempo. No segundo tempo, eles tiveram o pênalti e converteram, pênalti desnecessário. E entrou o jogo do Fortaleza, time forte e rápido. Levamos o segundo gol também. As chances foram iguais, a posse de bola também, mas, no segundo tempo, foram um pouco melhores e mereceram vencer", disse Cuca.

"Tínhamos 21 jogadores com 16 formados na base. Média de idade de 22 anos. Apesar da derrota, o grupo é trabalhado para o futuro. É um plantio para vir a colheita. Por esse motivo, saímos felizes mesmo com a derrota", acrescentou.

O próximo compromisso da equipe é neste domingo (24), contra o Goiás, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Brasileirão. Cuca deve voltar a utilizar os reservas.

Futebol