PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fortaleza vence Santos em casa e empurra Vasco para zona de rebaixamento

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

21/01/2021 20h58

Classificação e Jogos

O Fortaleza venceu o Santos por 2 a 0 nesta noite, no Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Juninho e Wellington Paulista marcaram pelo Leão. Com o resultado, os donos da casa empurram o Vasco para a zona de rebaixamento e alcança a 14ª colocação, com 35 pontos.

O Peixe, após um jogo bem ruim, viu Jean Mota perder um pênalti e o rival abrir o placar na mesma oportunidade. Porém, vale lembrar que Cuca foi a campo com um time praticamente reserva visando a final da Copa Libertadores da América, em jogo contra o Palmeiras, semana que vem (30), no Maracanã.

Início sonolento

Os donos da casa começaram em um ritmo mais acelerado, propondo o jogo. Mas, mesmo encontrando alguns espaços, o Fortaleza era parado pela defesa do Peixe. O time de Cuca, inclusive, não fazia questão alguma de estar ali. Um jogo morno, ambos os times apáticos. Até houve uma chance para os santistas abrirem o placar com uma jogada de Guilherme Nunes, que entrou para substituir Alex, — o jovem zagueiro teve uma entorse no joelho direito no treino de ontem, em Fortaleza, e passará por exames — mas a bola subiu.

Apenas meia hora de jogo depois os times começaram a reagir. Gabriel Dias, do Leão, tentou de cabeça, mas parou na defesa. Seis minutos mais tarde Felipe Jonatan criou duas boas chances: uma com Marcos Leonardo, pelo alto, outra com Madson, que cabeceou com perigo.

VAR

Nos minutos finais da primeira etapa, Lucas Braga tentou cruzar, mas se viu cercado por três. A bola acabou pegando na mão de Jackson. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro acionou o VAR, que confirmou o pênalti. Jean Mota foi o responsável pela cobrança, mas bateu muito mal e Felipe Alves encaixou. Na sequência, David disparou e passou com facilidade por Laércio. Bateu cruzado, com perigo, mas João Paulo salva o Santos.

O troco

O árbitro apitou para dar início a segunda etapa, e dois minutos foram suficientes para o Santos "ter o troco". Madson fez pênalti infantil em cima de Osvaldo e viu o Fortaleza abrir o placar com gol de Juninho. O Peixe sentiu e caiu de rendimento. Passou a errar mais e dar mais espaços.

Zaga desacreditada

A zaga do Santos passou a ser um problema para Cuca, que optou por deixar Lucas Veríssimo e Luan Peres na Baixada Santista visando a final da Libertadores, contra o Palmeiras, semana que vem. Laércio foi quem começou a dar sinais de desconfiança... já havia errado na primeira etapa e voltou a vacilar na segunda. Mas Luiz Felipe, após as lesões, não foi o mesmo. Além da desconfiança, não conseguiu retomar a condição física e técnica.

A dupla acima, aliás, foi a grande culpada por deixar João Paulo totalmente vendido no bonito gol de Wellington Paulista. Laércio estava perdido na jogada e tomou bola nas costas, enquanto Luiz fez a recomposição trotando. Um desastre.

Os donos da casa se aproveitaram e continuaram colocando pressão nos santistas, que vão ficaram sem opções e se entregaram à derrota. Cuca até mexeu no time e deu alguns minutos para os jovens da base, mas nada surtiu efeito.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 2 X 0 SANTOS

Data: 21 de janeiro de 2021 (quinta-feira)
Horário: 19h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (31ª rodada)
Local: Estádio Castelão, em Fortaleza
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Felipe, Carlinhos e Romarinho (FOR)

GOLS: Juninho, aos dois minutos, e Wellington Paulista, aos 20 minutos do segundo tempo.

FORTALEZA: Felipe Alves (Tinga); Gabriel Dias, Paulão, Jackson e Carlinhos; Juninho (Derley), Felipe, Osvaldo (Yuri César) e David; Romarinho (Ronald) e M Vázquez (Wellington Paulista). Técnico: Enderson Moreira.

SANTOS: João Paulo; Madson, Laércio, Luiz Felipe, Guilherme Nunes (Tailson) e Felipe Jonatan; Sandry e Jean Mota (Lucas Lourenço); Lucas Braga (Ângelo), Marcos Leonardo (Bruno Marques) e Arthur Gomes (Wagner Leonardo). Técnico: Cuca.

Futebol