PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Renato dispara contra imprensa e rechaça preservação no Grêmio: "Ladainha"

Do UOL, em Porto Alegre

10/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

Renato Gaúcho ficou irritado com o uso do termo "preservação" para citar a ausência de jogadores titulares no Grêmio no confronto de ontem (9), com o Fortaleza, que terminou em 0 a 0. Segundo ele, a imprensa não sabe as razões pelas quais ele saca determinados atletas do time e age errado ao definir suas opções como ato de preservar titulares.

"Não existe preservação aqui dentro. Quando vocês (jornalistas) não veem um jogador no time, acham que é preservação, que estou poupando, mas não sabem o que acontece no dia a dia. Não vou falar nada para vocês, nem o departamento médico. Se o jogador não está em campo, eu sei o que estou fazendo. Não estamos poupando ninguém. Se alguém não está aqui hoje, é porque temos nossos motivos. O problema de vocês é que acham que estão sempre certos. E não estão", disse o técnico.

Pelo sistema de coletivas adotado pelo Grêmio, os jornalistas gravam as perguntas anteriormente e enviam para serem apresentadas em áudio ao treinador. Desta forma, a negativa ao termo "preservação" não impediu que ele fosse utilizado outras três vezes durante a entrevista, fato que fez o técnico ficar ainda mais descontente.

"Por que você acha que estamos poupando? Eu tenho a resposta, mas não vou dar. Aqui não existe isso, ainda mais nesta fase que estamos jogando. Eu não sou maluco de não colocar um jogador que pode jogar. Tenho os dados científicos. Ninguém conhece melhor os jogadores que o treinador. Vocês (jornalistas) não veem um jogador em campo e deduzem isso ou aquilo. Vocês precisam se informar melhor, e essas informações não seremos nós que vamos passar. Pela última vez, estou explicando para quem gosta de colocar que o Grêmio está poupando jogadores, não estamos poupando ninguém. Eu tenho meus motivos, ponto, simples", disparou.

Renato ainda determinou que nenhum profissional de departamento médico informe se há jogadores lesionados, e definiu como "ladainha" as informações divulgadas na imprensa.

"Os médicos estão proibidos de passar informação. As informações quem tem é o treinador. Não é que eu não queria escalar os jogadores, estou impossibilitado, o que é bem diferente. Isso é muito simples. Quem está no dia a dia é treinador, médico e jogadores", definiu.

"Tem que parar com essa ladainha. Ficam no ar condicionado achando que sabem das coisas e falam o que acham. Não correm atrás da notícia. Vocês (jornalistas) estão totalmente errados, pode ter certeza. Por que eu pouparia jogadores brigando pelo título do Brasileiro?", questionou.

O tema "preservação" foi citado na coletiva em razão dos vários titulares que não estiveram em campo contra o Fortaleza. Entre eles Vanderlei, Diogo Barbosa, Kannemann, Jean Pyerre e Diego Souza.

Com 49 pontos, o Grêmio ocupa a quinta colocação no Brasileiro. O próximo compromisso será contra o Palmeiras.

Grêmio