PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2020

Palmeiras domina River, faz 3 a 0 e sai na frente por final da Libertadores

Do UOL, em São Paulo

05/01/2021 23h24

O Palmeiras dominou o River Plate (ARG) e venceu a primeira semifinal da Copa Libertadores por 3 a 0, na Argentina. Rony, Luiz Adriano e Viña fizeram os gols nesta grande atuação alviverde, que atropelou o time da casa, um adversário muito temido no continente pelo trabalho de seis anos construído pelo técnico Marcelo Gallardo.

O resultado deixa o Verdão em situação confortável para voltar a uma final de Libertadores. O time pode até perder por dois gols de diferença na terça que vem (12), no Allianz Parque, que mesmo assim chega à decisão, marcada para o próximo dia 30, no Maracanã. Gols marcados fora de casa são considerados critério de desempate.

O Verdão já é finalista da Copa do Brasil e ainda disputa o Campeonato Brasileiro. No sábado (9), vai visitar o Sport na Ilha do Retiro, pela 29ª rodada da competição nacional, mas o técnico Abel Ferreira deve poupar titulares.

O melhor: Rony abre o caminho

Eleito o melhor jogador de três partidas nesta Libertadores, Rony começou a abrir o caminho da grande vitória palmeirense em Buenos Aires. Ele aproveitou o erro de Armani e chutou firme, cruzado, no momento do jogo em que o Palmeiras pouco atacava. Foi o quinto gol dele nas últimas seis partidas na competição. O "cara" do Verdão na Libertadores! Os garotos Patrick de Paula, Danilo e Gabriel Menino jogaram muito, também.

O pior: Carrascal dá pontapé e é expulso

O River Plate voltou para o segundo tempo com problemas e a situação ficou ainda pior a partir da expulsão de Carrascal. O camisa 8 deu um pontapé em Gabriel Menino em um lance sem perigo e recebeu o cartão vermelho imediatamente, aos 14 minutos do segundo tempo. A partir desse momento, o time argentino se desconcentrou e ainda viu o placar ficar ainda mais dilatado.

Empereur atua de 'surpresa'

Alan Empereur soube que iria atuar apenas dez minutos antes de a partida começar. Luan estava escalado para jogar ao lado de Gustavo Gómez, mas sentiu dores na região lombar durante o aquecimento e acabou vetado. O camisa 6 entrou e teve atuação segura, apesar da reclamação de torcedores nas redes sociais que gostariam de ver Kuscevic como titular.

Atuação do River Plate

A equipe de Marcelo Gallardo começou o jogo do jeito que gosta: tocando a bola, buscando espaços pelo chão, e até iniciou com duas boas oportunidades em cinco minutos. Os argentinos, porém, sofreram diante de um problema antigo: a transição defensiva. Vulnerável em contragolpes do Palmeiras, o time foi desmoronando aos poucos em sua casa e poderia ter perdido até por mais. O segundo tempo foi amplamente dominado pelo Verdão.

Atuação do Palmeiras

Concentradíssimo no primeiro tempo, o Palmeiras melhorou muito a partir do momento que Gabriel Menino passou a fechar uma linha de cinco na defesa. Com a vantagem no primeiro tempo, o time voltou atuando de forma agressiva depois do intervalo e cansou de criar chances roubando a bola do River já no campo de ataque. A estratégia de Abel Ferreira foi atuar sem a bola e com uma saída rápida para o ataque. Deu muito certo. Grande atuação alviverde, que poderia ter saído com uma goleada.

Cronologia do jogo

O jogo começou com o River tendo perto de 70% da posse de bola e tocando para entrar na defesa do Palmeiras pelo chão. Aos cinco minutos, Weverton fez a primeira grande defesa, na finalização de Carrascal. Quando começou a conseguir contra-atacar melhor, o Verdão abriu o placar, com Rony, aos 27, depois de uma saída ruim do goleiro Armani. Gustavo Scarpa chegou a fazer 2 a 0, mas Luiz Adriano estava impedido no início da jogada.

Após o intervalo, o jogo foi todo do Palmeiras. Luiz Adriano fez um excelente pivô aos dois minutos, carregou do meio-campo até a área do River e tocou com tranquilidade para fazer 2 a 0. Depois da expulsão de Carrascal, o time fez o terceiro com Viña, de cabeça, aos 16, e teve mais chances para ampliar, com Raphael Veiga, Breno Lopes e Gabriel Menino.

FICHA TÉCNICA
RIVER PLATE (ARG) 0 x 3 PALMEIRAS

Local: Estádio Libertadores da América, em Buenos Aires (ARG)
Data: 5 de janeiro de 2021, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Leodán González (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Carlos Barreiro (URU)
VAR: Julio Bascuñán (CHI)
Cartões amarelos: Borré, Poncio, De La Cruz (RIV); Gustavo Gómez, Patrick de Paula, Danilo, Emerson Santos, Abel Ferreira (PAL)
Cartão vermelho: Carrascal (RIV)

GOLS: Rony, aos 27 minutos do primeiro tempo (0-1); Luiz Adriano, aos dois minutos do segundo tempo (0-2); Viña, aos 16 minutos do segundo tempo (0-3)

RIVER PLATE: Armani; Montiel, Rojas, Pinola e Casco (Girotti); Nacho Fernández (Álvarez), Pérez (Díaz) e De La Cruz; Suárez (Poncio), Borré e Carrascal. Técnico: Marcelo Gallardo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Viña; Danilo (Zé Rafael), Patrick de Paula (Emerson Santos) e Gabriel Menino; Gustavo Scarpa (Raphael Veiga), Rony (Breno Lopes) e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Abel Ferreira