PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Vasco: compra de Benítez está estagnada a um mês do fim do contrato

Meia argentino Martín Benítez quer continuar no Vasco, mas negociação para sua compra está estagnada - Rafael Ribeiro / Vasco
Meia argentino Martín Benítez quer continuar no Vasco, mas negociação para sua compra está estagnada Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Camisa 10 e um dos poucos com moral junto ao torcedor, Martín Benítez pode estar em seus últimos momentos no Vasco. Seu contrato de empréstimo se encerra no dia 31 de dezembro e a negociação por sua compra, que havia avançado, agora se encontra estagnada.

Presidente do clube, Alexandre Campello já tinha chegado a um acordo tanto em termos de valores quanto na forma de pagamento junto ao Independiente (ARG), que detém os direitos econômicos do atleta, porém, o dirigente prefere aguardar a definição do novo presidente cruz-maltino para tratar do assunto, já que a transação envolve cerca de R$ 22 milhões.

No entanto, com toda a confusão formada no processo eleitoral do clube e a indefinição do próximo mandatário do ponto de vista judicial, as conversas travaram. Neste meio tempo, Campello ainda trocou farpas com o candidato da chapa "Somamos", Leven Siano, que se reuniu com o empresário de Benítez e garantiu ter chegado a um acordo de compra caso se torne o presidente.

Campello reiterou estar à frente da gestão até a primeira quinzena de janeiro, como prevê o estatuto vascaíno, e disse que somente ele e o diretor-executivo de futebol, André Mazzuco, estão autorizados a falar em nome do clube em questões de contratações.

Benítez quer ficar

Alheio a estas questões, Martín Benítez segue na torcida por sua permanência, mesmo estando ciente da dificuldade financeira da operação. Sua família se adaptou muito bem ao Rio de Janeiro e o meia já se sente em casa em São Januário, onde é querido pelos torcedores.

Ainda se recuperando da Covid-19, mas com chances de estar em campo na próxima segunda-feira (30), contra o Ceará, ele, em tese, terá ao menos mais seis partidas com a camisa do Vasco, número que pode aumentar caso a equipe avance para as quartas de final da Copa Sul-Americana.

Vasco