PUBLICIDADE
Topo

Vasco

STF rejeita ação de Leven para validar eleição do Vasco do último dia 7

Candidato Leven Siano, da chapa Somamos, se considera o presidente eleito do Vasco da Gama - Divulgação / Chapa Somamos
Candidato Leven Siano, da chapa Somamos, se considera o presidente eleito do Vasco da Gama Imagem: Divulgação / Chapa Somamos

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

13/11/2020 20h50

A ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou a ação do candidato da chapa "Somamos", Leven Siano, que desejava validar a eleição do Vasco ocorrida no último dia 7 em São Januário, e que foi suspensa pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins. A informação inicial foi dada pelo "Esporte News Mundo" e confirmada pelo UOL Esporte.

Leven, porém, ataca em outras frentes e aguarda ainda a resposta de mais duas movimentações jurídicas que fez: um pedido de reconsideração da liminar feito ontem (12) e um mandado de segurança para suspender a eleição online que foi convocada pelo Vasco para amanhã (14), de 9h às 22h.

Paralelamente, Siano protocolou ontem uma carta renunciando à disputa amanhã, manifestando repúdio a ela e se considerando presidente eleito do Cruz-maltino. Ele também fez campanha para que os sócios boicotassem a votação.

Caso a eleição seja mantida, estarão na disputa somente os candidatos Jorge Salgado, da chapa "Mais Vasco", e Julio Brant, da "Sempre Vasco", já que Alexandre Campello, da "No Rumo Certo", e Sérgio Frias, da "Aqui é Vasco", também renunciaram.

As polêmicas da eleição

Membros das chapas conversam após eleição do Vasco ser suspensa - Bruno Braz / UOL Esporte - Bruno Braz / UOL Esporte
Integrantes das chapas conversam após eleição do Vasco ser suspensa pelo STJ no último sábado (7)
Imagem: Bruno Braz / UOL Esporte

A corrida eleitoral realizada no último sábado (7), e de forma presencial, aconteceu graças a uma decisão judicial publicada na noite anterior. Nela, o desembargador Camilo Ribeiro Ruliére derrubou liminar que determinava que o pleito fosse on-line no dia 14.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, porém, suspendeu a eleição na noite de sábado, com ela já em andamento, e fazendo valer a liminar anterior. Após idas e vindas, a votação teve continuidade, já sem a presença das chapas "Mais Vasco", de Jorge Salgado, "Sempre Vasco", de Julio Brant, e "No Rumo Certo", de Alexandre Campello. A apuração dos votos, inclusive, só teve a presença de membros das chapas "Somamos", de Leven Siano, e "Aqui é Vasco", de Sergio Frias.

Posteriormente, Mussa, presidente da Assembleia Geral, convocou outra eleição presidencial para este sábado (14), no formato on-line, algo que foi chancelado ontem com a publicação do edital de convocação no site oficial do clube.

Vasco