PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter volta a sofrer no fim e Coudet cobra que time "liquide o jogo"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

26/10/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Internacional reviveu um problema. Ontem (25), no empate com o Flamengo, o time gaúcho tinha o resultado favorável até sofrer um gol nos acréscimos. Levar gols no fim é algo que preocupa o comando técnico, e Eduardo Coudet quer que o líder do Campeonato Brasileiro "liquide os jogos".

Considerando o torneio nacional, a meta de Marcelo Lomba foi vazada quatro vezes após os 40 do segundo tempo. Esses gols custaram seis pontos, que isolariam o time em primeiro.

Contra o Palmeiras, na sétima rodada, Luiz Adriano empatou aos 49 da etapa final. Diante do Bahia, na oitava rodada, o gol de pênalti de Clayson ocorreu com sete de acréscimos e significou novo empate. Contra o Sport, na 16ª rodada, o gol de Mikael aos 45 do segundo tempo, não fez diferença alguma, pois o Colorado venceu por 5 a 3. Mas o de Everton Ribeiro, beirando os 50 da etapa complementar, evitou que os gaúchos se isolassem na ponta.

Ou seja, o Inter teria seis pontos a mais na classificação caso não tivesse sofrido três empates com gols após os quarenta do segundo tempo. Estaria isolado como líder, com "gordura".

"Em alguns jogos perdemos pontos com sete ou oito de acréscimos. Este, o do Palmeiras... Mas é quando o rival assume riscos. No caso desses times, quando se tem a situação de gol, tem que liquidar o jogo. Eles têm muitas ferramentas", afirmou.

Na Libertadores, a última rodada da fase de grupos também fez o Inter sofrer no fim. Contra a Universidad Católica, o gol de Zampedri foi marcado aos 44 do segundo tempo, mas a derrota no Chile não evitou a classificação.

"Tomamos gols nos acréscimos, mas antes tivemos situações de gol. O Flamengo também teve. Foi um 'partidaço' para o espectador. Para mim, não gostei de perder dois pontos no final. Mas foram dois times que buscaram o resultado com as armas que têm. Contra este tipo de time, dessa qualidade, tem que matar o jogo. É sempre é difícil, até o último segundo", completou.

Na próxima quarta-feira, o Colorado encara o Atlético-GO em duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Internacional