PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Inter e Flamengo reclamam da arbitragem após empate eletrizante no Sul

Marinho Saldanha e Bernardo Gentile

Do UOL, em Porto Alegre e no Rio de Janeiro

25/10/2020 22h00

Classificação e Jogos

Não foi apenas o resultado que igualou Inter e Flamengo. Além do placar, colorados e rubro-negros também estiveram lado a lado nas reclamações sobre arbitragem. Do lado gaúcho, o pleito é pelo tempo de acréscimos, além da conduta do quarto árbitro e de um lance de lateral. Do lado carioca os problemas são dois pênaltis não marcados.

Inter queria menos acréscimos

O Internacional pontuou sua reclamação no tempo de acréscimos. O diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, pediu explicações para os sete minutos a mais no segundo tempo. Perto dos 50 veio o gol de empate do Fla.

"Temos que pontuar situações de arbitragem com as quais não concordamos. Não há nenhum sentido para sete minutos de acréscimo. Sequer houve intervenção do VAR na partida", disse o dirigente.

Não foi apenas isso que desagradou os gaúchos. A conduta do quarto árbitro e um lance de William Pottker que teria sido lateral para o Colorado no campo de ataque também foram citados.

"Nos 10 jogos da rodada, os quartos árbitros sempre são da federação de origem. Por incrível que pareça, o nosso veio de Santa Catarina. Gostaria de entender o motivo. Este quarto árbitro ainda marcou demais nosso banco de reservas. São fatos, não são conjecturas", explicou. "No lance do Pottker, no ataque, a bola saiu por muito, é um fato, e nada foi marcado. São lances do jogo, são fatos", citou.

"Quando é contra o Inter tem estas situações. Não é a razão para eles empatarem, mas tem sido assim", afirmou. "Temos visto times passando uma mensagem muito diferente em relação a arbitragem. Se do nosso jeito não está passando a mensagem correta, vamos mudar nossa postura", completou.

Fla pede dois pênaltis

O Flamengo reclama de dois lances: empurrão de Uendel em Pedro dentro da área e novo pênalti em toque de mão de Rodrigo Moledo. Os lances sequer foram chamados pelo VAR, o que causou espanto na diretoria. O técnico Domènec Torrent preferiu não polemizar. Ele apenas lembrou que algumas pessoas acusam o Rubro-Negro de ser beneficiado pela arbitragem e pediu que parassem com isso.

"Nunca vou falar dos árbitros. Não gosto de falar disso, para não parecer desculpa. Mas não entendo quando imprensa ou outras pessoas falavam que o VAR beneficiava o Flamengo. Não vi o que aconteceu durante o jogo, mas serve para a imprensa ou para as pessoas que falam isso. Não sei porque o árbitro não chamou o VAR. Mas não falem que o VAR beneficia o Flamengo, por favor", disse o treinador do Flamengo.

Inter e Flamengo empataram em 2 a 2 e dividem a liderança do Brasileiro. O Colorado está na frente pelo saldo de gols.