PUBLICIDADE
Topo

Futebol feminino

Federação lamenta 29 a 0, faz mea-culpa e cobrará medidas do Taboão

São Paulo goleou o Taboão da Serra no Campeonato Paulista feminino - Reprodução/Facebook
São Paulo goleou o Taboão da Serra no Campeonato Paulista feminino Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

23/10/2020 12h39

A FPF (Federação Paulista de Futebol) se manifestou sobre a goleada do São Paulo por 29 a 0 contra o Taboão da Serra, pelo Paulista Feminino. A entidade lamentou o resultado e considerou o placar do jogo como um "duro episódio para o futebol feminino".

"O resultado de São Paulo x Taboão da Serra é um duro episódio para o futebol feminino. A Federação Paulista de Futebol entende que, apesar de todos os avanços realizados nos últimos 4 anos na modalidade, algumas rotas precisam ser corrigidas", disse a FPF, em nota.

"Antes da pandemia, 20 clubes haviam confirmado participação no Paulistão Feminino. Após o retorno do futebol, 12 equipes cumpriram as exigências e superaram todas as dificuldades para a disputa do campeonato. Entre os participantes, há clubes que disputam o Campeonato Brasileiro desde agosto e outros que não tiveram o mesmo preparo nesta temporada atípica", acrescentou a entidade.

A FPF ainda fez um mea-culpa ao dizer que não realizou um controle rígido sobre a condição do Taboão. "A FPF reconhece que um controle mais rigoroso poderia evitar a exposição negativa das atletas e da comissão técnica, ocasionada por um inadmissível descaso do clube com sua equipe. Nos solidarizamos com todo o time pelo espírito esportivo e respeito, evidenciados pela sensata e emocionante entrevista da capitã Nini."

Por fim, a entidade declarou que cobrará medidas do clube, mas que também prestará ajuda. "Nesta sexta-feira, a coordenadora de Futebol Feminino da FPF, Ana Lorena Marche, visitará a equipe do Taboão da Serra, em Embu, local de treinamento. Cobraremos medidas do CATS e ajudaremos a equipe com toda estrutura que for necessária e possível, como materiais esportivos e outros itens essenciais. Erros serão corrigidos, e a FPF seguirá lutando pela evolução do futebol feminino", finalizou a FPF.

Futebol feminino