PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Botafogo fica no empate com Atlético-GO e segue na zona de rebaixamento

Do UOL, em São Paulo

27/09/2020 20h09

Vivendo situações parecidas na atual edição do Campeonato Brasileiro, Atlético-GO e Botafogo se enfrentaram neste domingo (27), no Estádio Olímpico, em Goiânia, e empataram por 1 a 1, gols de Victor Luis e Hyuri. O resultado não muda o momento dos dois clubes na temporada, pois o time goiano soma 13 pontos e mantém posição intermediária e a equipe carioca chega a 11 e permanece na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Atlético-GO enfrenta o Fortaleza fora de casa. No entanto, antes disso, o time jogará no meio de semana uma partida adiada contra o Corinthians e que é válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Já o Botafogo passará pela mesma situação, pois encara na rodada 13 o clássico diante do Fluminense, porém na quarta-feira enfrentará, em casa, o Bahia, confronto da primeira rodada que foi adiado para o fim de setembro.

Dupla de classificados

Tanto o torcedor do Atlético como o do Botafogo tiveram motivos de sobra para comemorar no meio da semana passada. Isso porque os dois times conseguiram se classificar para as oitavas de final da Copa do Brasil ao eliminarem o Fluminense e o Vasco, respectivamente.

"Lei do Ex" em jogo

Algo considerado frequente nos jogos do Brasileirão, a conhecida "Lei do Ex" teve vez no duelo. Aos quatro minutos do segundo tempo, Hyuri, ex-Botafogo, aproveitou cruzamento para fazer o primeiro do Dragão e estufar as redes do seu antigo clube.

Quem foi bem: Victor Luis

Jogando mais como ponta na noite deste domingo (27), Victor Luis teve boa participação defensiva e marcou o gol do Botafogo no final do primeiro tempo. Mesmo tendo na sua frente o seguro goleiro Jean, o lateral converteu a cobrança de pênalti sem hesitação e abriu o placar em Goiânia.

Quem foi mal: João Victor

O lateral direito do Atlético não teve uma atuação desastrosa, mas pecou em momentos importantes quando o time carioca tinha a posse de bola. Em uma delas, colocou a mão dentro da área e a cobrança de pênalti resultou no gol de Victor Luis.

Atuação do Atlético

A saída de Renato Kayzer para o Athletico-PR pode não ter feito falta para o time no jogo de meio de semana contra o Fluminense, porém fez no jogo de hoje. A ausência de um jogador de área facilitou a marcação da equipe carioca e Hyuri era quem tentava fazer essa função.

O ponto positivo ficou pela atuação do goleiro Jean, que não defendeu o pênalti de Victor Luis mas que fez duas excelentes defesas no segundo tempo e se mostra cada vez mais o dono da posição.

Atuação do Botafogo

A equipe comandada pelo técnico Paulo Autuori cumpriu à risca o planejamento tático e a equipe conseguiu ir para os vestiários com a vantagem no placar. O meio campo sólido e a linha de três zagueiros, reforçada pelos volantes quando não tinham a bola, dificultaram a progressão ofensiva do adversário, que pouco agrediu ao longo dos noventa minutos.

Cronologia do jogo

O começo de jogo foi favorável para o Botafogo, que equilibrava as ações ofensivas e defensivas e criava certo perigo quando tinha a posse de bola. As boas investidas pelo meio campo, principalmente com Bruno Nazário, quase resultaram na abertura do placar. Outra estratégia do time carioca na partida era utilizar o atacante Pedro Raul como referência dentro da área, tanto para cruzamentos pelas laterais como um legítimo pivô.

Pelo lado dos mandantes, a postura era evitar dar espaços ao adversário e tentar aproveitar as chances que tinha no contra-ataque. Aos 26 minutos, isso quase aconteceu, quando Matheuzinho bateu cruzado e a bola passou perto da trave direita do goleiro Cavalieri.

Quando tudo indicava que os dois times iriam para o intervalo com o placar zerado, Vuaden assinalou pênallti para o Botafogo após a bola bater na mão do lateral direito João Victor. Na cobrança, Victor Luis foi seguro e bateu no meio do gol, sem qualquer chance para o goleiro Jean.

Na volta do intervalo, os donos da casa empataram logo nos minutos iniciais. Janderson recebeu bom passe perto da área e cruzou cm perfeição para Hyuri complementar para as redes e deixar tudo igual no estádio Olímpico.

Aos 45 minutos, os donos da casa tiveram chance clara de vencer a partida, porém o atacante Júnior Brandão cabeceou para fora e "tirou tinta" da trave esquerda do arqueiro botafoguense.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 X 1 BOTAFOGO

Competição: 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A
Data: 27/09/2020
Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira (SP)
Cartões Amarelos: Gilvan e Dudu (Atlético-GO); Caio Alexandre, Kanu e Rentería (Botafogo)
Gols: Victor Luis, aos 44 minutos do primeiro tempo e Hyuri aos 04 minutos do segundo tempo

Atlético-GO: Jean; João Victor (Dudu), Oliveira, Gilvan e Natanael (Nicolas); Edson, Marlon Freitas e Matheus Vargas (Chico); Matheuzinho (Gustavo Ferrareis), Janderson e Yuri (Júnior Brandão). Técnico: Vágner Mancini

Botafogo: Diego Cavalieri; David Souza, Rafael Forster e Kanu; Kevin, Caio Alexandre (Luiz Otávio), Rentería, Bruno Nazário (Davi Araújo) e Victor Luis, Pedro Raul (Kalou) e Matheus Babi. Técnico: Paulo Autuori.

Futebol