PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Alan Ruschel dá receita para Cruzeiro ter sucesso na Série B: 'Competir'

Alan Ruschel, da Chape, alerta Cruzeiro sobre disputar Série B - Marcio Cunha/Chapecoense
Alan Ruschel, da Chape, alerta Cruzeiro sobre disputar Série B Imagem: Marcio Cunha/Chapecoense

Colaboração para o UOL,em São Paulo

14/09/2020 19h25

Classificação e Jogos

Capitão da Chapecoense, o lateral Alan Ruschel passou a "principal receita" para o Cruzeiro ter êxito na Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador destacou o grande plantel da Raposa, mas afirmou que o clube precisa de competitividade para voltar à elite nacional.

Após triunfo sobre o Vitória por 1 a 0, o Cruzeiro deixou a zona de passa a ocupar a 13ª colocação do torneio, com oito pontos. O time de Belo Horizonte volta a campo no sábado (19), às 21h (de Brasília), para enfrentar o CSA, em Alagoas. Vale lembrar que, por punição da Fifa, o time mineiro iniciou a competição com seis pontos a menos.

"Se eu falar, vou entregar a receita do bolo para os caras, né? (risos) O Campeonato Brasileiro da Série B é muito mais disputado e pegado. No futebol da Série B, se tu não competir, geralmente as coisas ficam mais difíceis. Só qualidade, hoje, não resolve. O Cruzeiro, infelizmente, acabou caindo no ano passado. Uma grande equipe, com grande plantel, mas, de repente, faltou competitividade, e é isso que faz com que a Série B seja tão acirrada. As equipes têm que entrar com o espírito de competir. Essa é a principal receita" analisou Ruschel em entrevista ao "Expediente Futebol", do Fox Sports.

Em relação a uma possível transferência para o Avaí, o jogador avaliou o interesse do rival como "normal dentro do futebol". Feliz pelo reconhecimento, o capitão da Chape optou por permanecer no atual campeão estadual.

"Eu recebi uma proposta, mas tudo normal. Um empresário me procurou, falou do interesse que o clube tinha, a gente conversou. Eu trabalho para isso: reconhecimento e objetivos profissionais. Acho que foi uma coisa muito comum dentro do futebol: um clube interessado num atleta. Claro que gerou uma tempestade num copo d'água por ser o Avaí. Eu fiquei muito feliz, porque o meu trabalho está sendo reconhecido. Não só eu, mas outros atletas tiveram proposta para sair; o treinador teve proposta para sair. Foi uma coisa muito comum dentro do futebol. Eu achei melhor a minha permanência", relatou o lateral.

UOL Esporte vê TV