PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Visto como joia, Dylan é preterido por Sampaoli em setor carente do Galo

Dylan Borrero  - Pedro Souza/Atlético-MG
Dylan Borrero Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

28/08/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Atlético-MG sente falta de um jogador para o meio de campo desde a lesão de Nathan, ocorrida na segunda rodada do Brasileirão 2020, no triunfo sobre o Corinthians. Hyoran e Alan Franco estiveram na posição neste período, mas ainda não renderam. Jorge Sampaoli tem mais um jogador para a posição no elenco, mas ainda não faz planos para utilizá-lo.

O jovem Dylan Borrero, contratado como um diamante por 1 milhão de euros (R$ 6,58 milhões na cotação atual) no início do ano, nem sequer aparece entre os relacionados para os jogos mais recentes. Ele ficou no banco de reservas em três partidas — a sua última aparição entre os suplentes foi em 2 de agosto, no duelo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro.

A justificativa dada por Jorge Sampaoli é que o colombiano de 18 anos ainda não está preparado para entrar em campo. "Se não está aqui, é porque não está pronto. Se estivesse pronto, estaria aqui", afirmou depois da vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Dylan Borrero tem participado normalmente das atividades com o restante do elenco. O técnico não deu explicações detalhadas sobre a sua opção por manter o meio-campista no banco de reservas. Nem o próprio atleta foi procurado para conversar sobre a situação, conforme apurado pelo UOL Esporte. Inclusive, este é um comportamento padrão do técnico argentino com os seus comandados. Ele não costuma justificar as ausências para os próprios jogadores.

O jovem colombiano chegou à Cidade do Galo em janeiro, após completar 18 anos. Ele assinou até dezembro de 2024. Em sua breve passagem até aqui, o meia disputou quatro partidas, sendo três como titular e uma na condição de reserva. As aparições foram sob comando do venezuelano Rafael Dudamel, antecessor de Jorge Sampaoli.

Atlético-MG