PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões 2019/2020

Dobradinha Neymar-Mbappé fez "estrago" em 30 minutos e guiou herói do PSG

Neymar e Mbappe comemoram um dos gols do PSG sobre a Atalanta - David Ramos/Getty Images
Neymar e Mbappe comemoram um dos gols do PSG sobre a Atalanta Imagem: David Ramos/Getty Images

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Lisboa

13/08/2020 10h25Atualizada em 13/08/2020 16h08

Após o gol da Atalanta, Neymar foi falar com Keylor Navas. Pediu que a reposição fosse feita de modo que a bola chegasse mais rapidamente a seus pés. O camisa 10 foi o jogador mais acionado em campo, abusou do mano a mano, bateu recorde de dribles em uma partida de Liga dos Campeões ao distribuir 16 e participou dos dois gols da vitória por 2 a 1, que garantiu o Paris Saint-Germain nas semifinais da competição. Para isso, contou com o desafogo de Kylian Mbappé.

Em campo, Neymar levantava os braços a todo momento pedindo a bola para seus companheiros. Assim, recebeu um total de 62 passes. Como comparação, o mais acionado da Atalanta foi o meio-campista Remo Freuler, com 33.

O astro do PSG tocou a bola 45 vezes. O mais acionado por ele foi Mbappé, mesmo tendo atuado por apenas 30 minutos. O número mostra como o jovem atacante é importante para dar um desafogo a Neymar. O gol da virada marcado por Eric Choupo-Moting aos 48 do segundo tempo tem assistência do francês, que acabara de receber passe do brasileiro.

"O Neymar e o Mbappé se conhecem bem. Quando um pega na bola, o outro já corre. E o que tive que fazer foi acompanhar essa velocidade e estar na área para fazer o gol", contou Choupo-Moting, ao fim do jogo.

Recuperado de recente lesão no tornozelo direito, Mbappé tem a expectativa de poder atuar como titular na semifinal da Liga dos Campeões. Além dele, o argentino Ángel Di Maria, que cumpriu suspensão contra a Atalanta, poderá voltar ao time.

Neymar liga modo "faz tudo" em jogo decisivo

Apesar dos dois gols perdidos na frente do goleiro, Neymar comandou o ataque do PSG e foi eleito pela Uefa o melhor jogador em campo contra a Atalanta. Ele chamou a atenção pelo repertório de dribles, incluindo duas "canetas". A equipe italiana não conseguiu pará-lo nem com dobras na marcação.

A busca pelo drible também fez de Neymar o jogador mais caçado em campo. Foram nove faltas sofridas por ele no total.

"O futebol é muito rápido, as coisas podem mudar rapidamente. Tenho na minha cabeça que vamos chegar na final. Ninguém vai tirar da minha cabeça que vamos disputar o título. Demos um passo, teremos outro que vai ser muito complicado, mas vamos juntar forças para fazer mais uma grande partida. Espero que a gente chegue à final", disse Neymar, após o jogo.

O Paris Saint-Germain volta a campo na próxima terça-feira, às 16h (horário de Brasília). Atlético de Madrid e RB Leipzig decidem hoje quem será o adversário dos franceses na semifinal.