PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Sampaoli alerta para apagões na etapa final e poder de decisão do Atlético

Comandante do Galo viu evolução na equipe, mas ainda precisa melhorar alguns pontos - Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético
Comandante do Galo viu evolução na equipe, mas ainda precisa melhorar alguns pontos Imagem: Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Do UOL, em Belo Horizonte

03/08/2020 04h00

Classificação e Jogos

Na tarde do último domingo, o Atlético-MG venceu o América-MG por 2 a 1 e inverteu a vantagem na semifinal do Campeonato Mineiro, dependendo agora apenas de um empate para chegar à decisão. Ao contrário do que havia acontecido no clássico da primeira fase, o Galo não amargou o empate no final da partida. Porém, o rival expôs novamente um defeito da equipe de Sampaoli: o Atlético viu seu ritmo cair no segundo tempo e quase pagou caro por isso.

Na partida retrasada, também contra o América, o Galo sofreu forte pressão no segundo tempo e só ficou no 1 a 1 com o Coelho. Desta vez, a equipe até teve chances de vencer o rival por um placar superior ao de 2 a 1, mas perdeu boas oportunidades e ainda viu o rival crescer em campo, construindo boas chances de igualar o marcador.

"Nos outros jogos, nós controlamos o primeiro tempo, controlamos tudo. No segundo tempo (da semifinal) nós deixamos de controlar o jogo, não conseguimos jogar por dentro, por isso a pressão do rival, que no primeiro tempo não criou, mas no segundo tempo criou em algum momento. Mas eu creio que é um lapso de dominar o jogo e se defender com a bola. Queremos, sim, defender (jogando) com a bola, mas estamos em uma fase que ainda nos falta crescer um pouco", comentou o treinador.

O gol do América foi feito aos 4 minutos do segundo tempo da partida. Nos minutos seguintes, o Coelho pressionou e esteve perto de empatar o jogo. Só depois de se recuperar do baque, o Atlético voltou a ameaçar, mas pecou em outro ponto reforçado por Sampaoli: a necessidade de ampliar a vantagem e matar o jogo.

"A falta de domínio basicamente foi nos primeiros 15 minutos, onde saímos um pouco distraídos. Depois, nos últimos 30, me pareceu que a equipe retomou, teve mais chances no segundo tempo que no primeiro, chances claras. Só faltou concretizar. É parte da evolução", acrescentou.

Como o América teve melhor campanha que o Atlético na primeira fase, o Coelho depende apenas de uma vitória para ir à final. Desta forma, o Galo não poderá perder a partida da volta, marcada para às 21h30 da próxima quarta-feira, no Independência. O finalista pegará o classificado de Tombense e Caldense. Na ida, a equipe de Tombos venceu por 1 a 0.

Atlético-MG