PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Blogueiros: o grande desafio do Flamengo ao buscar técnico "não autoral"

Jorge Jesus é erguido pelo time do Flamengo depois da conquista do Carioca 2020 - Thiago Ribeiro/AGIF
Jorge Jesus é erguido pelo time do Flamengo depois da conquista do Carioca 2020 Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

20/07/2020 14h12

Resumo da notícia

  • É possível encontrar o perfil de técnico que o Flamengo procura, 'não autoral'?
  • "A maioria é vaidosa e quer colocar a própria assinatura", analisa André Rocha
  • Renato: "Importante é trazer alguém pra dar continuidade ao trabalho de Jesus"
  • Menon: "Deixar uma marca autoral é desnecessário em um primeiro momento"

Com a saída de Jorge Jesus para o Benfica, o Flamengo mapeia o mercado de profissionais europeus em busca do nome ideal para substituir o Mister. Algumas características compõem o perfil procurado pela cúpula rubro-negra: alguém com bagagem, currículo pra suportar pressão e ter sustentabilidade, mas que não seja tão 'autoral', a ponto de mexer pouco na estrutura.

Diante deste cenário, fizemos as seguintes perguntas aos blogueiros do UOL Esporte: É possível encontrar esse perfil no Brasil e no exterior? Esse é o perfil correto a se buscar? Veja o que eles pensam sobre o futuro substituto do técnico português:

ANDRÉ ROCHA

É o perfil correto, até para a gestão do grupo que não vai aceitar facilmente mudanças radicais. Difícil é encontrar, porque a maioria é vaidosa e quer colocar a própria assinatura. Por isso é mais prático buscar alguém com ideias semelhantes, apesar do estilo personalíssimo de Jorge Jesus. Não vai ser fácil. Certamente a reposição de treinador mais traumática deste século no futebol brasileiro.

Leia o blog do André Rocha.

JUCA KFOURI

Eu acho que a solução seria o João de Deus. Mas parece que já perderam a chance de tê-lo. Cumpriria exatamente tal perfil.

Leia o blog do Juca.

MARCEL RIZZO

Faz sentido tentar manter o padrão Jorge Jesus. Mas é impossível. O cara que chegar, ainda mais se buscarem alguém rodado, será colocar o seu modo de jogo e de treino. Se quisesse manter o estilo Jesus a solução do Flamengo seria deixar seus auxiliares, e mesmo assim poderia haver ruídos. Flamengo terá um novo técnico e um novo time, e não necessariamente isso será ruim.

Leia o blog do Marcel Rizzo.

MENON

O Flamengo tem um elenco muito forte e acostumado com o legado técnico de Jesus. O novo treinador deveria implantar seus conceitos pouco a pouco, sem enfrentar o que está estabelecido. Deixar uma marca autoral é desnecessário em um primeiro momento. Pode até ser perigoso.

Leia o blog do Menon.

MILTON NEVES

Português por português o Flamengo deveria trazer o Mourinho. Caiu de patamar na Inglaterra, daria grande mídia internacional ao Flamengo e ao Campeonato Brasileiro. Seria moleza para quem inventou o português sortudo tirando-o do ostracismo na Europa. Mourinho é CR7, Jorge Jesus foi uma zebra que pegou uma seleção na Gávea.

Leia o blog do Milton Neves.

PERRONE

A diretoria do Flamengo não pode falar abertamente, soaria como desrespeito, mas, na minha opinião, ela procura um técnico que não atrapalhe. E está certa em pensar assim. No Brasil é mais difícil, mas no exterior dá para encontrar com tranquilidade.

Leia o blog do Perrone.

RENATO MAURÍCIO PRADO

O mais importante no atual momento do Flamengo é trazer alguém com capacidade de dar continuidade ao espetacular trabalho de Jorge Jesus. Daí a importância de não se entregar o time a um inventor. O problema é que a maioria dos técnicos "com bagagem" gosta de imprimir suas próprias marcas nas equipes que dirigem. Haja "sangue no gelo...".

Leia o blog do Renato Maurício Prado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flamengo