PUBLICIDADE
Topo

Fla vence Flu com gol no fim, evita sustos e conquista 36º título carioca

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/07/2020 22h57

Classificação e Jogos

Quem achava que a conquista estadual do Flamengo não teria dificuldades, se enganou. Após perder o título da Taça Rio e levar um "susto" no primeiro jogo da final ao vencer por 2 a 1, o Rubro-negro bateu o Fluminense por 1 a 0 no Maracanã - com um gol aos 49 minutos do segundo tempo de Vitinho - e carimbou seu 36º título carioca da história.

Com o feito, o Flamengo aumentou sua hegemonia no Estado, já que o segundo mais vitorioso é justamente o Tricolor, que tem 31 trofeus. O Vasco tem 24, e o Botafogo, 21.

A decisão foi realizada com portões fechados em função da pandemia do coronavírus.

O gol do título

O gol do título aconteceu quando Vitinho - que havia entrado no segundo tempo - recebeu na intermediária aos 49 minutos e arriscou o chute. No trajeto, a bola desviou no zagueiro Nino, enganou Muriel e morreu no fundo da rede.

Confusão no fim

Após o gol, Michael recebeu uma bola na esquerda e fez uma firula na frente de Hudson. O volante tricolor não gostou, empurrou o jogador do Flamengo, o árbitro e a confusão se instalou, precisando que atletas e funcionários dos bancos de reservas de ambas as equipes interviessem.

Jesus conquista 5º título pelo Fla

Jorge Jesus, do Flamengo, na decisão do Carioca contra o Fluminense - Marcelo Cortes/Flamengo - Marcelo Cortes/Flamengo
Jorge Jesus, pelo Flamengo, na decisão do Carioca contra o Fluminense
Imagem: Marcelo Cortes/Flamengo

Com o futuro indefinido em função do interesse do Benfica (POR), o técnico português chegou ao quinto título pelo Flamengo justamente no dia em que comemora um ano no clube. Anteriormente, havia conquistado a Libertadores, o Campeonato Brasileiro, a Recopa e a Supercopa do Brasil. Além disso, ganhou também a Taça Guanabara deste ano.

Gerson gasta a bola e comanda o meio

Marcos Paulo, do Fluminense, e Gerson, do Flamengo, na decisão do Carioca - MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC - MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC
Imagem: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

O camisa 8 do Flamengo foi soberano no meio de campo e todas as bolas passaram pelos seus pés. O meia distribuiu o jogo, envolveu os adversários e chegou na frente com frequência. Em falta cobrada com perigo, quase abriu o marcador.

Bruno Henrique tem noite apagada

Atacante Bruno Henrique, do Flamengo, na decisão do Carioca 2020 contra o Fluminense - Marcelo Cortes/Flamengo - Marcelo Cortes/Flamengo
Imagem: Marcelo Cortes/Flamengo

Após se recuperar de lesão, Bruno Henrique voltou ao time e não teve uma noite de brilho. O jogador caiu mais pela esquerda, tentou fazer o papel de referência, mas não conseguiu levar vantagem na maioria das vezes. Conhecido pela velocidade, não encarou a zaga rival no mano a mano e tampouco apareceu nas triangulações pelo lado.

Nervoso, Filipe Luis é substituído

Geralmente tranquilo, o lateral esquerdo Filipe Luís demonstrou nervosismo em campo, batendo boca com o lateral direito Gilberto e acabou sendo substituído no segundo tempo por Renê.

Lento, Ferraz atrapalha defesa

Matheus Ferraz ainda não repetiu em 2020 as atuações que o fizeram virar xodó da torcida do Fluminense. Lento, o zagueiro foi o pior da defesa do Tricolor, abrindo muitos espaços e se dando mal nos duelos com Pedro, que desta vez ficou em seu lado, já que voltou à esquerda do miolo de zaga com a volta de Nino. Nem na saída de bola, que em tese é seu ponto forte, o defensor conseguiu se sobressair.

Dodi vira peça-chave de Odair

Se um jogador do Fluminense se beneficiou dos últimos Fla-Flus foi Dodi. Em todos os lugares do campo, o pequenino volante deu maior dinamismo ao meio e se destacou também na marcação. No segundo tempo, com a lesão de Gilberto, virou "auxiliar" de Hudson na lateral-direita, de olho no escape de Michael. Com o novo esquema do Flu, o camisa 22 ganhou destaque pela velocidade nas transições de ataque e defesa.

De volta ao time, Nino é o melhor do Flu

Apesar de ser um jogo que o Fluminense precisava fazer gols, o destaque da equipe foi o zagueiro Nino, que retornou ao time titular após ficar de fora na primeira partida da decisão do Campeonato Carioca. O camisa 33 levou a melhor nas disputas com Bruno Henrique pela esquerda, seja na velocidade ou tempo de bola. No "sacrifício" e ainda com dores, o jovem defensor se superou e foi o destaque do Tricolor no jogo.

Flu tem chances no contra-ataque

O Fluminense jogou bastante recuado, mas conseguiu criar algumas chances no contra-ataque, principalmente no primeiro tempo com Marcos Paulo e Evanílson, mas as conclusões não foram boas.

Fla tem boa chance com Bruno Henrique

Logo no início do jogo, Bruno Henrique recebeu um grande passe em profundidade de Arrascaeta, driblou o goleiro Muriel, mas ficou sem ângulo, desperdiçando boa oportunidade.

Jogo começa quente

Everton Ribeiro, do Flamengo, disputa lance com adversário do Fluminense na final do Campeonato Carioca 2020 - Marcelo Cortes / Flamengo - Marcelo Cortes / Flamengo
Imagem: Marcelo Cortes / Flamengo

O jogo começou quente, com entradas ríspidas e discussões entre jogadores, principalmente entre Bruno Henrique e Yago e Filipe Luís e Gilberto. Pelo lado do Fluminense, o SBT - que transmitiu a partida - informou que o técnico Odair Hellmann discutiu com o goleiro Muriel.

Gabigol divide artilharia

Mesmo suspenso do jogo de hoje, o atacante Gabigol, do Flamengo, tornou-se o artilheiro do Campeonato Carioca junto de João Carlos, do Volta Redonda, com oito gols.

Equilibrado

Este foi o quinto Fla-Flu da temporada: Antes, o Flamengo havia ganho na semifinal da Taça Guanabara e no primeiro jogo da decisão estadual; enquanto o Fluminense venceu na fase de grupos do primeiro turno e na final da Taça Rio, nos pênaltis.

Que belezura!

Dá um confere na medalha do título carioca oferecida pela Ferj:

Que belezura 2!

E o trofeu do Campeonato Carioca de 2020?

Mosaico, bandeira, músicas e fumaça

O Flamengo preparou uma série de ações para colocar um pouco mais de clima no jogo que tinha portões fechados. Entre as principais, um mosaico com a frase "42 milhões com vocês", bandeiras espalhadas pela arquibancada, fumaça vermelha e preta para recepcionar os jogadores e cânticos da torcida no sistema de som do Maracanã.

Aglomeração e 'rua de fogo'

Torcedores do Flamengo fizeram 'rua de fogo' na chegada da delegação ao Maracanã para a final do Carioca - Leo Burlá / UOL Esporte - Leo Burlá / UOL Esporte
Imagem: Leo Burlá / UOL Esporte

Antes do jogo, cerca de 40 torcedores do Flamengo ignoraram as recomendações e se aglomeraram para recepcionar a delegação. Munidos de sinalizadores, eles se aglomeraram e fizeram a chamada "rua de fogo". O nome do técnico Jorge Jesus foi o mais exaltado.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 x 0 FLUMINENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 15 de julho de 2020 (quarta-feira), às 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha
VAR: João Batista de Arruda
Cartões amarelos: Evanílson (FLU) Michael, Rafinha (FLA)
Gols: Vitinho, aos 49min do segundo tempo;

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha (Gustavo Henrique), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luis (Renê); Arão, Gerson (Diego) e Arrascaeta (Michael); Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Pedro (Vitinho). Técnico: Jorge Jesus

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto (Michel Araújo), Nino, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson, Yago (Ganso), Dodi (Felippe Cardoso) e Nenê; Marcos Paulo (Fernando Pacheco) e Evanílson (Caio Paulista).
Técnico: Odair Hellmann

Futebol