PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras negocia volta de Victor Luís ao Botafogo por empréstimo

Victor Luís tem situação bem encaminhada para voltar ao Botafogo, que defendeu entre 2016 e 2017 - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Victor Luís tem situação bem encaminhada para voltar ao Botafogo, que defendeu entre 2016 e 2017 Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Bernardo Gentile e Diego Salgado

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/07/2020 04h00

O Botafogo está otimista para contar novamente com Victor Luís. O lateral esquerdo estava lutando por uma vaga no Palmeiras e viu com bons olhos a possibilidade de voltar ao Rio de Janeiro, onde defendeu o Alvinegro entre 2016 e 2017.

As conversas estão adiantadas e tudo deverá ser resolvido até o início da próxima semana. Os clubes devem dividir os salários, e o Botafogo deve assumir R$ 125 mil dos vencimentos do lateral esquerdo. Houve certa resistência do Palmeiras em aceitar essa questão.

Anderson Barros, diretor de futebol do Palmeiras, que já trabalhou no Botafogo e tem forte ligação com o clube, foi quem participou das conversas. Em caso de proposta do exterior, Victor Luís poderá ser vendido sem a anuência do Botafogo, que ganharia apenas a taxa de vitrine - cerca de 10%.

Essa situação, por outro lado, gerou insatisfação no Botafogo. O técnico Paulo Autuori, por exemplo, ficou muito incomodado com a possibilidade de perder o atleta no meio da competição. Mais uma vez a situação teve que ser contornada.

O empréstimo será até o fim de fevereiro de 2021, quando acabará a temporada atual. O Botafogo terá o direito de passe fixado e poderá exercer a compra do atleta. Vale lembrar que o Alvinegro está em fase final do processo de se transformar em clube/empresa e poderá ter os recursos necessários para fazer a opção.

Pelo lado do Botafogo, a expectativa é grande. O jogador, inclusive, é esperado no Rio de Janeiro. Victor Luís, porém, tem um problema de saúde na família, o que pode atrasar um pouco a oficialização do negócio, o que não é um problema no Alvinegro.

O Palmeiras, por sua vez, adota um discurso mais pés no chão. Admite que há uma negociação, mas evita falar em acerto neste primeiro momento. O fato é que as laterais viraram um 'problema' para o Alviverde, que vê o setor inchado com muitas opções.

Botafogo