PUBLICIDADE
Topo

Torcedores do Fla pedem para serem ouvidos após jogo pago frustrado na web

De Arrascaeta encara a marcação na semifinal da Taça Rio entre Flamengo e Volta Redonda - Thiago Ribeiro/AGIF
De Arrascaeta encara a marcação na semifinal da Taça Rio entre Flamengo e Volta Redonda Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/07/2020 04h00

A torcida do Flamengo, em sua grande parte, não teve uma experiência agradável para acompanhar a vitória do Rubro-negro por 2 a 0 sobre o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio - o segundo turno do Campeonato Carioca, na tarde do último domingo (5).

Em primeira instância, o duelo seria transmitido de forma gratuita para os sócios do clube, e para não-sócios seria cobrado o valor de R$ 10. Todos acompanhariam a partida de domingo através da plataforma de streaming MyCujoo, até semana passada pouco conhecida no mercado.

No entanto, a plataforma de pagamento utilizada pelo serviço não aguentou tecnicamente o alto fluxo de flamenguistas interessados na compra do pay-per-view e muitos não conseguiam realizar o pagamento para assistir o jogo.

Sendo assim, os dirigentes do Flamengo optaram por liberar as imagens na FlaTV, canal oficial da equipe no Youtube, sem nenhum custo e para todos que quisessem assistir. Isso, a poucos minutos do apito inicial. A questão que mais incomodou muitos torcedores foi a demora para o anúncio dessa novidade nas redes sociais oficiais do clube.

Dessa forma, muitos torcedores escreveram mensagens à diretoria da equipe, manifestando a contrariedade pela política escolhida para a transmissão. A maioria das mensagens lembra que o Flamengo é um "time do povo" e isso não pode ser esquecido na hora de tomar decisões estratégicas como essa.

A ideia de cobrar o valor de R$ 10 para o duelo válido pelo campeonato estadual fez com que muitos torcedores se queixassem sobre a atitude da diretoria que teria recusado um valor de R$ 18 milhões da Rede Globo, mas estaria interessada em lucrar sobre sua própria torcida.

Confira alguns tweets que ilustram a situação:

Torcedores serão ressarcidos?

Até o momento ainda não há um posicionamento oficial do Flamengo ou da MyCujoo se os torcedores que compraram o jogo serão ressarcidos, embora nos bastidores já se cogite esta possibilidade.

O UOL Esporte entrou em contato com Terence Gargantini, CEO da empresa na América do Sul, mas o executivo limitou-se a dizer que o Rubro-negro iria se posicionar neste sentido.

"O CRF vai se comunicar com seus torcedores após o jogo sobre esse assunto", disse à reportagem em mensagem de Whatsapp.

Futebol