PUBLICIDADE
Topo

"A estratégia não estava errada", diz Landim sobre transmissão paga do Fla

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/07/2020 18h27

Classificação e Jogos

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Volta Redonda que classificou a equipe para a final da Taça Rio, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, comentou à Fla TV sobre os problemas na transmissão paga através da plataforma "MyCujoo", que fez com que, em cima da hora, o clube liberasse o sinal gratuitamente no Youtube.

Na avaliação do dirigente, mesmo com a série de contratempos, a estratégia de cobrar R$ 10 para quem não é sócio não foi errada:

"A estratégia não estava errada, mas havia uma demanda muito grande. Serve como um processo de aprendizado".

Landim informou que os problemas ocorreram em função do "sucesso grande" da transmissão.

"Estamos procurando conhecer bem o mercado de streaming. Fizemos um teste mais uma vez com pagamento, só que o sucesso foi tão grande que acabou se criando um gargalo no processo de pagamento da plataforma. Aqui no Brasil houve um fluxo muito grande próximo da hora do jogo, e então não se teve capacidade de processamento. Por conta das pessoas que não conseguiram, entendemos que seria melhor abrir no Youtube", declarou.

Torcedores serão ressarcidos?

Até o momento ainda não há um posicionamento oficial do Flamengo ou da MyCujoo se os torcedores que compraram o jogo serão ressarcidos, embora nos bastidores já se cogite esta possibilidade.

O UOL Esporte entrou em contato com Terence Gargantini, CEO da empresa na América do Sul, mas o executivo limitou-se a dizer que o Rubro-negro iria se posicionar neste sentido.

"O CRF vai se comunicar com seus torcedores após o jogo sobre esse assunto", disse em mensagem de Whatsapp.

Flamengo