PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro se desfez de joia e apostou em lateral de R$ 220 mil, já demitido

Ex-dirigentes, Wagner Pires de Sá e Itair Machado buscaram lateral direito que não foi utilizado por R$ 220 mil - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Ex-dirigentes, Wagner Pires de Sá e Itair Machado buscaram lateral direito que não foi utilizado por R$ 220 mil Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

03/07/2020 04h00

A gestão de Wagner Pires de Sá e Itair Machado deixou o lateral direito Lucas Soares — hoje no Vitória Guimarães, de Portugal — sair de graça do Cruzeiro para assinar com Luiz Gustavo, à época no Remo, em negociação que custou R$ 220 mil aos cofres do clube. Na tarde de ontem (2), o segundo teve o contrato rescindido por estar fora dos planos da diretoria.

No ano passado, o clube optou por não renovar o contrato de Lucas Soares, que acabou se transferindo para o futebol europeu, com a intenção de contratar Luiz Gustavo, jogador agenciado por Anderson Nassrala.

O jovem, com 20 anos na época, chegou à Toca da Raposa com aval de Itair Machado, então vice-presidente de futebol. O acordo foi firmado por R$ 200 mil — valor equivalente a 80% dos direitos econômicos do jogador. O clube do Pará permaneceu com 20% do atleta.

Ainda foram desembolsados mais R$ 20 mil como luvas ao agente do atleta — Anderson Nassrala. O valor foi pago de forma à vista, conforme apurado pelo UOL Esporte.

Luiz Gustavo tinha contrato com o Cruzeiro até 30 de junho de 2022. No entanto, por opção técnica, teve o seu contrato rescindido pela diretoria.

Cruzeiro