PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras e Telê só se frustraram juntos, mas agitaram muito como rivais

Arquivo/Folha Imagem
Imagem: Arquivo/Folha Imagem

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

27/06/2020 04h00

Telê Santana já tinha um vasto currículo quando voltou a comandar o Palmeiras há exatos 30 anos. A segunda passagem pelo clube, porém, foi breve, precedeu a chegada do técnico ao São Paulo, e mostrou que a dobradinha entre o treinador e o clube alviverde era mesmo difícil de render frutos.

Apesar disso, como adversários, sobretudo na era Telê no São Paulo, eles viveram uma história intensa, com vitórias importantes para os dois lados. À época, o Palmeiras passou a contar com o apoio da Parmalat e voltou à rota de títulos, que nem mesmo o treinador conseguiu retomar.

O prestigiado treinador e futuro bicampeão mundial com o São Paulo passou pelo Palmeiras entre 27 de junho e 19 de setembro de 1990. No Campeonato Paulista, o time foi eliminado no quadrangular, após um empate por 0 a 0 com a Ferroviária, que serviu para o Novorizontino avançar à final.

No Brasileirão, Telê durou apenas cinco rodadas. Depois da queda no Paulistão, pressionado, viu o Palmeiras vencer a estreia contra o Inter, empatar sem gols com o Santos em seguida e emendar três derrotas consecutivas, para Corinthians, Bahia e Atlético-MG.

A segunda passagem de Telê foi bem mais curta que a primeira, que durou quase um ano, entre 1979 e 1980. Na ocasião, o Palmeiras ficou conhecido pelo bom futebol jogado, com direito a uma vitória por 4 a 1 sobre o Flamengo de Zico em pleno Maracanã.

Apesar disso, o Palmeiras foi eliminado pelo Inter na semifinal do Brasileirão. No Paulistão, semanas depois, viu o Corinthians derrotá-lo na disputa por uma vaga na decisão.

Telê ainda acertou com o Palmeiras para uma terceira passagem, que nunca saiu do papel. Em janeiro de 1997, ele foi anunciado pelo clube para comandar o time até dezembro.

A ideia era que ele exercesse primeiro a função de coordenador técnico para, em abril, assumisse o cargo de treinador. No começo do mês, entretanto, o contrato foi rescindido pelo Palmeiras a pedido da família de Telê, que se recuperava de uma isquemia cerebral.

Embates Telê x Palmeiras

A primeira metade dos anos 1990 foi intensa para São Paulo e Palmeiras. Menos de um mês depois de deixar o time alviverde, Telê assumiu o comando do São Paulo. Depois do vice brasileiro daquele ano, passou a enfileirar títulos.

O primeiro grande confronto entre Palmeiras e o São Paulo de Telê foi na final do Paulistão 1992, vencida pela equipe tricolor, que já tinha levado a melhor do Estadual 1991, ao vencer dois jogos do quadrangular decisivo.

O Palmeiras deu o troco na reta final do Brasileirão 1993, ao vencer por 2 a 0 um clássico que valia vaga na final. No Estadual 1994, o time alviverde se sagrou campeão no sistema de pontos corridos, com o São Paulo na segunda posição. Cada time venceu um duelo daquele campeonato.

No mesmo ano, o São Paulo eliminou o Palmeiras da Libertadores e alcançou as quartas de final. Em 1995, por fim, o Palmeiras eliminou o São Paulo no quadrangular final do Paulistão, com uma vitória por 1 a 0 no jogo decisivo.

Palmeiras