PUBLICIDADE
Topo

Cicinho vê queda na Copa como pior dia da vida: 'Ronaldinho chorando'

Cicinho disputa duelo com o Japão na Copa do Mundo de 2006 - Reuters
Cicinho disputa duelo com o Japão na Copa do Mundo de 2006 Imagem: Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/06/2020 22h13

Lateral direito da seleção na Copa do Mundo de 2006 - quando foi reserva de Cafu, Cicinho declarou que o dia da derrota para a França nas quartas de final da competição foi o pior de sua vida. O ex-jogador relatou o choro dos companheiros no vestiário como uma experiência marcante negativamente e que gostaria de poder mudar.

"O pior dia na minha vida foi aquela derrota para a França. Entrar no vestiário, ver o quanto os roupeiros e massagistas choravam, via o Ronaldinho, Cafu, chorando. O Roberto Carlos não conseguiu nem conversar direito. É um dia que eu gostaria de esquecer", disse Cicinho em entrevista ao Expediente Futebol, do Fox Sports, hoje.

Cicinho ainda elegeu o dia da final da Copa Libertadores da América de 2005, quando o São Paulo se sagrou tricampeão da competição, como o melhor de sua vida. O ex-jogador afirmou que gostaria de reviver este momento.

"O melhor dia, um que eu gostaria de viver de novo, é a final da Libertadores de 2005. Ganhar a Libertadores com o Morumbi abarrotado, levantar a taça sobre o símbolo do São Paulo foi muito especial. Depois ganhamos o Mundial, mas para chegar lá precisávamos vencer a Libertadores. E se perdêssemos o Mundial, seria até natural, mas tínhamos a obrigação de vencer a Libertadores", completou.

UOL Esporte vê TV