PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro pode ter competições esportivas sem público em duas semanas

Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos-RJ) anunciou medidas de flexibilização da quarentena - Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo
Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos-RJ) anunciou medidas de flexibilização da quarentena Imagem: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

01/06/2020 15h15

Marcelo Crivella (Republicanos), prefeito do Rio de Janeiro, anunciou hoje (1) que a cidade terá uma flexibilização das medidas de isolamento social a partir de amanhã (2), o que ocorrerá em seis fases. Competições esportivas sem público estarão liberadas a partir da segunda etapa do processo, lembrando que cada uma terá duração de 15 dias. Jogos com 1/3 do público vão poder acontecer a partir do mês que vem.

Vale lembrar que em recente reunião entre os clubes da Série A do Campeonato Carioca e a Federação de Futebol do Rio (Ferj), havia uma ideia inicial de o Estadual ser retomado a partir do dia 14 de junho.

Neste primeiro momento, centro de treinamentos poderão ser usados, mas sem público, imprensa, e não são permitidas as utilizações de saunas, piscinas e banheiras de hidromassagem.

Prefeitura do Rio desenha planejamento para flexibilização do isolamento social no Esporte e Lazer - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

A partir da segunda etapa, poderão acontecer partidas, mas com portões fechados. Na fase seguinte, vão poder ser realizadas "competições esportivas com capacidade simultânea máxima de 1/3, sem ultrapassar a regra de 4m² por pessoa". Além disso, vendas de ingressos só terão permissão de acontecer on-line ou em caixas de autoatendimento.

A partir da quinta etapa, poderão acontecer "competições esportivas com capacidade simultânea máxima de 2/3, sem ultrapassar a regra de 4m² por pessoa".

O Flamengo já retornou às atividades e o Vasco, que teve 16 jogadores que testaram positivo, se prepara para esta volta. Botafogo e Fluminense, que são contrários ao retorno do futebol neste momento, ainda não planejam o retorno dos treinos presenciais.

Futebol