PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Presidente confirma dois meses de atrasos salariais no Atlético-MG

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, confirma atrasos salariais - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, confirma atrasos salariais Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

12/05/2020 16h13

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, confirma que o clube não paga salários e direitos de imagem ao elenco há dois meses. Ele crê que a situação seria diferente se não tivesse que quitar a dívida pela compra de Maicosuel, avaliada em R$ 13,4 milhões.

"Hoje, o Atlético tem dois [meses de] salários e duas imagens em atraso. Se tivesse o dinheiro do Maicosuel (dívida paga à Udinese, da Itália), talvez estivéssemos em dia. Talvez uma imagem atrasada", disse o dirigente em entrevista à TV Band.

Em que pese o atraso, o Galo cortou salários de atletas do elenco em até 25%. A decisão foi tomada no fim de março, pouco tempo após a paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus.

O mandatário aponta ainda que a situação atual do futebol brasileiro impede que o clube honre os compromissos. Não há receita prevista por causa da pandemia do novo coronavírus, que paralisou as atividades do esporte.

"A maioria dos clubes do Brasil estão na pior. Você não tem fonte de renda. Não tem direitos de TV, venda de jogadores, não tem bilheteria, não tem venda de camisa e não tem sócio. É uma situação muito difícil de ser resolvida. estamos buscando dinheiro em tudo que é lugar, quebrando o porquinho para juntar dinheiro, com expectativa de valores em juízo, contando com apoio dos patrocinadores, que nos emprestam dinheiro sem cobrar juros, então é dessa maneira que temos tentado sair, mas não tem segredo. Temos que cortar os custos", comentou Sette Câmara, que ainda acrescentou:

"E qual a perspectiva da receita? Que receita virá? O mercado vai se abrir? Lembrando que no ano passado eu tenho impressão que na janela europeia a gente não vendeu nenhum jogador. Até mesmo na hora de voltar, acho que vamos ter dificuldade. Não está fácil para ninguém. Ainda bem que termos grandes atleticanos que na hora do sufoco nos ajudam, estou falando do Ricardo Guimarães e do Rubens Menin".

Atlético-MG