PUBLICIDADE
Topo

Clubes da Espanha lançam uniformes em apoio ao trabalho contra a covid-19

Do UOL, em São Paulo

06/05/2020 16h18

Clubes da primeira e da segunda divisões da Espanha estão lançando uniformes em campanha de apoio ao combate à pandemia do novo coronavírus. A campanha faz parte de uma iniciativa que ganhou o nome de Camisa Solidária.

O Alavés, 14º colocado do Campeonato Espanhol, adotará na primeira partida da sequência da temporada 2019/2020 um uniforme com a marca OSI Araba (rede de saúde da região do País Basco) como patrocínio principal. A iniciativa será repetida também no Saski Baskonia, time de basquete que pertence aos mesmos donos do clube de futebol.

O clube colocará a camisa à venda ainda em maio, a 39 euros (cerca de R$ 235 em valores atuais) cada. Além disso, também estará disponível uma linha de pulseiras com o lema "Aplausos Sanitários", a 1 euro cada (R$ 6,1) ou 3 euros (R$ 18,4) pelo pacote com quatro.

A ideia do Alavés é agradecer a profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à covid-19. Todo o montante arrecadado com as vendas será revertido à Organização Colegial de Enfermagem e fomentará diferentes projetos.

Camiseta Alavés - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Camisa mudou de cor

O Cádiz, líder da segunda divisão, adotou um visual ainda mais incomum para homenagear os profissionais da saúde. Ao invés de sua tradicional camisa amarela, o clube voltará aos gramados com uma camisa branca com detalhes azuis, em tributo a médicos, enfermeiros e outros grupos.

"É mais uma iniciativa de solidariedade que o clube vem desenvolvendo desde que surgiu a covid-19. Fomos muito claros de que todo o trabalho social do clube deveria se refletir na sociedade, e com o que ela precisa do Cádiz CF", explicou Manuel Vizcaíno, presidente do clube. "Queríamos homenagear o grupo de saúde — medicamentos, enfermeiros, auxiliares, cuidadores etc. —, usando as cores branca e azul nas camisetas, pois são representativas desse grupo."

O patrocinador principal dará lugar a um agradecimento. Além disso, de acordo com Vizcaíno, diferentes organizações terão logotipos e emblemas estampados no uniforme — como farmacêuticos, policiais e bombeiros — ao lado do escudo do clube. Até aqui, segundo o dirigente, a recepção tem sido bastante positiva.

Camisa Cadiz - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

"Todas as previsões nos superaram. Em apenas três horas, quase 500 pedidos foram feitos e isso é algo que cresce não apenas com os fãs do Cádiz CF, mas também de toda a Espanha, que estão interessados nesta iniciativa", disse.

"No primeiro jogo que pudermos jogar nesta temporada, vestiremos esta camisa e também usaremos uma braçadeira preta em memória de Michael Robinson, que foi consultor de nossa entidade", completou. Robinson, ex-jogador irlandês nascido na Inglaterra, era comentarista na imprensa espanhola e morreu em abril, vítima de um câncer.

'Grão de areia'

Camiseta Málaga - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Também na segunda divisão, o Málaga — atualmente em 15º lugar na disputa - lançou sua camiseta solidária. Até aqui, a novidade fez sucesso com o público.

"(Trata-se de) um projeto social para ajudar as pessoas que estão sendo deixadas para trás em uma situação de emergência social por esse isolamento", afirma Lucas Rodríguez, coordenador da Fundação MCF, ligada ao clube. "Colocamos a camisa solidária à venda em 30 de março e, logo na primeira semana, vendemos 1.550 camisas. Está sendo um verdadeiro sucesso, a resposta dos fãs foi incrível."

Cada camiseta custa 9,95 euros, ou cerca de R$ 60. O dinheiro será revertido para 13 associações apoiadas pela Fundação MCF.

Ainda de acordo com Rodríguez, "com o dinheiro que obtemos, colocaremos nosso grão de areia para que muitas famílias de Málaga que estão em situação grave possam receber essa ajuda, na forma de alimentos básicos e produtos de higiene".

Segundo levantamentos da Universidade Johns Hopkins, nos EUA, a Espanha já contabilizou 219.329 casos do novo coronavírus, com 123.486 pacientes recuperados e 25.613 óbitos.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Na Vitrine