PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Cazares, do Atlético-MG, furou a quarentena mais 2 vezes antes de "pelada"

Cazares, do Atlético-MG, posa para foto ao lado de fã durante "pelada" nesse sábado (2) - Reprodução
Cazares, do Atlético-MG, posa para foto ao lado de fã durante "pelada" nesse sábado (2) Imagem: Reprodução

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

06/05/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Juan Cazares, de 28 anos, foi flagrado, na noite de ontem (5), jogando uma 'pelada' ao lado de Rómulo Otero e outros amigos em Santa Luzia
  • A fuga do equatoriano em meio à pandemia não é uma novidade. O jogador do Atlético-MG já havia feito isso ao menos duas vezes no último fim de semana
  • No sábado (2), ele foi à quadra Ebenézer, na região do Venda Nova (zona norte de Belo Horizonte), para jogar futebol, assim como fez na noite anterior
  • No dia seguinte, domingo (3), o meia-atacante se reuniu com amigos para confraternizar, conforme relatos obtidos pela reportagem
  • O UOL Esporte tentou contatos com o atleta por meio de ligações e mensagens telefônicas. O atleta não se manifestou após as tentativas da reportagem

Meia do Atlético-MG, Juan Cazares foi flagrado na noite de ontem (5) disputando uma "pelada" ao lado de Rómulo Otero e outros amigos em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. A fuga do equatoriano, em meio a recomendações e regras de distanciamento social, criadas no combate à pandemia do novo coronavírus, não foi a primeira. O jogador de 28 anos havia feito isso ao menos duas vezes no último fim de semana.

No sábado (2), Cazares foi à quadra Ebenézer, na zona norte de Belo Horizonte, para jogar futebol, assim como fez na noite anterior. No domingo (3), o atleticano se reuniu com amigos segundos relatos obtidos pela reportagem. O UOL Esporte tentou contatos com o meia por meio de ligações e mensagens telefônicas. O jogador não se manifestou em nenhuma das tentativas sobre os furos recorrentes ao distanciamento social.

Às 15h32 (de Brasília) de domingo (3), Cazares atendeu à reportagem em ligação que durou 24 segundos. Com dificuldades para conversar por causa do barulho no local em que estava em nova fuga do distanciamento social, desligou o telefonema ao perceber que se tratava de um jornalista do UOL Esporte. Às 16h20 de ontem (5), depois de várias tentativas, voltou a atender à reportagem e pediu para que não fosse incomodado.

Desde 22 de abril passado, há um decreto da Prefeitura de Belo Horizonte que exige o uso de máscaras ou cobertura sobre nariz e boca em todos os espaços públicos. Cazares esteve em uma quadra da capital mineira para praticar esporte no sábado (2) e não atendeu às exigências das autoridades. O espaço usado pelo jogador no fim de semana, inclusive, não poderia funcionar, conforme o decreto 17.328 da Prefeitura de BH.

Cazares está sem treinar desde 17 de março passado por causa da pandemia do novo coronavírus. A diretoria do Atlético-MG se manifestou na manhã de hoje (6) sobre o assunto: "A recomendação passada pelo departamento médico do clube foi para ficarem em casa. Ambos serão orientados novamente e se submeterão aos testes antes da volta aos treinos, que continua sem data estabelecida".

Felipe Russso, agente de Cazares, também foi procurado pela reportagem na noite de ontem (5). Até o momento, ele não se manifestou sobre o caso extracampo do equatoriano.

Novamente envolvido em polêmicas extracampo, Cazares tem contrato com o Atlético até dezembro de 2020. O jogador é procurado para negociar a renovação desde o fim do ano passado. Entretanto, ainda não demonstrou interesse em seguir na Cidade do Galo ao término do vínculo. O meia-atacante tem remuneração de R$ 180 mil na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). O teto salarial no clube é de R$ 300 mil na CLT.

Flamengo e Atlético-MG fizeram final inesquecível em 1980; relembre

Band Esportes

Atlético-MG