PUBLICIDADE
Topo

Liverpool

Liverpool usa fundo do governo para pagar funcionários, diz TV

Mohamed Salah durante jogo contra o Atlético de Madri - REUTERS/Susana Vera
Mohamed Salah durante jogo contra o Atlético de Madri Imagem: REUTERS/Susana Vera

Do UOL, em São Paulo

05/04/2020 12h25

De acordo com o canal BBC Sport, o Liverpool é o mais novo time da Premier League a impor licenças a seus funcionários por conta da pandemia do novo coronavírus. A medida já foi tomada por clubes como Newcastle, Tottenham, Bournemouth e Norwich.

Durante a licença, os funcionários receberão apenas 80% de seu salário, através de um fundo do governo dedicado a ajudar empresas durante a crise da covid-19.

A decisão do clube é alvo de críticas por pessoas que acreditam que o dinheiro do governo deveria ser direcionado a pequenos negócios — dentre os críticos, estão os ex-jogadores do time Jamie Carragher e Stan Collymore.

"Jurgen Klopp demonstrou compaixão a todos no início dessa pandemia. Agora, jogadores veteranos da Premier League estão tendo seus salários reduzidos. Todo aquele respeito e boa vontade se perdeu, que pena", publicou o ex-capitão Carragher no Twitter.

Stan Collymore, que já jogou como zagueiro no Liverpool, também teceu críticas na rede social: "Não conheço nenhum torcedor do Liverpool que não ficaria enojado com o time suspendendo funcionários. É simplesmente errado."

"Amigos torcedores, esse fundo é para funcionários de pequenos negócios, para impedi-los de quebrar. Todo dono da Premier League tem muito dinheiro, e ganham ainda mais com os valores crescentes dos clubes", continuou Collymore.

"Mesmo antes dessa decisão, havia um compromisso coletivo entre os veteranos do clube — dentro e fora do gramado — com todos trabalhando em direção a uma solução que assegure os empregos dos funcionários do clube durante essa crise sem precedentes", diz o time em comunicado.

À BBC Sports, um funcionário que preferiu não se identificar lamentou: "O clube chama os funcionários de família — não estou me sentindo membro da família agora."

Liverpool