PUBLICIDADE
Topo

City investiga jogador que teria feito festa sexual durante quarentena

Kyle Walker também joga na seleção inglesa - AFP PHOTO / Alexander NEMENOV
Kyle Walker também joga na seleção inglesa Imagem: AFP PHOTO / Alexander NEMENOV

Do UOL, em São Paulo

05/04/2020 11h40

O jogador Kyle Walker, lateral-direito do Manchester City, será alvo de uma investigação disciplinar por organizar uma festa sexual em meio às recomendações de quarentena no Reino Unido em função da pandemia do novo coronavírus.

Uma reportagem no jornal The Sun afirma que ele e um amigo pagaram 2.200 libras esterlinas (cerca de R$ 14.400) para que duas profissionais do sexo os visitassem na última terça-feira.

Após a repercussão do caso, o jogador se desculpou em um comunicado: "Quero aproveitar essa oportunidade para me desculpar publicamente pelas escolhas que fiz na semana passada. Entendo que minha posição como jogador profissional de futebol traga a responsabilidade de ser um modelo a ser seguido. Como tal, quero pedir desculpas à minha família, meus amigos, meu clube de futebol, meus apoiadores e ao público por decepcioná-los."

No domingo, dois dias antes da festa, Walker postou um vídeo em suas redes sociais pedindo que seus seguidores fiquem em casa e protejam o NHS (serviço de saúde pública inglês).

🙏🏾 #StayHomeSaveLives

Uma publicação compartilhada por Kyle Walker (@kylewalker2) em

Um porta-voz do City afirmou que "Nossa equipe e nossos jogadores estão trabalhando para apoiar os esforços incríveis do NHS e de outros trabalhadores para combater os efeitos da covid-19, o máximo que conseguimos. As ações de Kyle diretamente contrariaram esses esforços. Estamos decepcionados ao ouvir as alegações, estamos cientes do pronunciamento rápido e pedido de desculpas de Kyle, e vamos conduzir um processo disciplinar interno."

Futebol