PUBLICIDADE
Topo

São Paulo oficializa férias para os jogadores por causa do coronavírus

Fernando Diniz, técnico do São Paulo (e), e Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, durante treino no CT Barra Funda - Marcello Zambrana/AGIF
Fernando Diniz, técnico do São Paulo (e), e Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, durante treino no CT Barra Funda Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 12h43

O São Paulo oficializou que vai dar o período de 20 dias de férias para os jogadores por causa da pandemia do coronavírus. Desta maneira, os atletas poderão tirar os outros 10 dias restantes em dezembro. Não há uma definição de quando as competições serão retomadas e de quando o time terá de se reapresentar.

Muito antes do avanço da pandemia, o Tricolor paulista já enfrentava uma crise financeira. O clube fechou a temporada 2019 com um déficit de R$ 156 milhões. Atrasos de salário até em carteira também foram registrados.

As pendências recentes foram pagas com o auxílio da venda de 20% dos direitos de David Neres para o Ajax por 7 milhões de euros. O clube também negociou a saída de Antony para o time holandês, por 16 milhões de euros, mas começará a receber a partir dos próximos meses.

O clube também apresentou uma proposta de redução salarial em 50% para os jogadores, sem receber os direitos de imagem. Quem tiver luvas a receber também terá tal valor reduzido pela metade. Em contrapartida, seriam quitados as pendências (dois meses de direitos de imagem). A parcela referente ao mês de março seria paga quando possível. Os atletas ainda não deram uma resposta e não há um prazo para que seja definida a situação.

São Paulo