PUBLICIDADE
Topo

Zagueiro convocado para seleção olímpica defende cancelamento dos Jogos

Vestida como sacerdotisa, atriz grega Katerina Lehou passa a chama olímpica em cerimônia de acendimento da tocha dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro - Alkis Konstantinidis/Reuters
Vestida como sacerdotisa, atriz grega Katerina Lehou passa a chama olímpica em cerimônia de acendimento da tocha dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro Imagem: Alkis Konstantinidis/Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/03/2020 19h20

Convocado para a seleção brasileira olímpica, o zagueiro Gabriel Magalhães, do Lille (FRA) acredita que os Jogos Olímpicos de 2020 deveriam ser cancelados. O jogador, revelado pelo Avaí, acredita que a situação é muito grave.

"Estou muito feliz de ser convocado (para a seleção olímpica). Pelo que eu vejo a situação está bem grave. Na minha opinião, os Jogos Olímpicos deveriam ser cancelados. Mas, temos que aguardar as decisões nas próximas semanas. Se as Olimpíadas forem mantidas, será uma alegria participar", declarou em entrevista ao Expediente futebol, do Fox Sports.

Gabriel também falou sobre sua rotina na França, onde tem passado a maior parte do tempo em casa, com a rotina de treinos supervisionada por seu clube.

"Paramos os treinamentos há uma semana e, agora, só ficamos em casa. A maioria dos jogadores continua na cidade para não ter perigo de ser contagiado ou de contagiar outros. O pessoal do clube entra em contato diariamente para nos passar uma forma de treinar nas nossas casas. Tem regras a serem seguidas aqui na França. De acordo com a cartilha que o clube passou, a gente deve restringir as saídas apenas ao mercado ou a uma corrida em um lugar sem outras pessoas. Se a polícia parar uma pessoa na rua e ela não puder explicar o motivo de estar na rua, tem multa", contou.

UOL Esporte vê TV