PUBLICIDADE
Topo

Muralha completa um ano de Coritiba em volta por cima: "me sinto em casa"

Divulgação/Coritiba Foot Ball Clube
Imagem: Divulgação/Coritiba Foot Ball Clube

Do UOL, em Santos (SP)

10/03/2020 11h56

Resumo da notícia

  • Alex Muralha completa um ano desde a sua estreia no Coritiba
  • Goleiro conquistou o acesso e até desbancou o ídolo Wilson
  • "Posso dizer que me sinto em casa", diz o goleiro de 30 anos

O dia de hoje (10) é especial para Alex Muralha. O goleiro de 30 anos completa um ano de Coritiba, desde a sua estreia em 10 de março de 2019, na goleada por 4 a 0 sobre o Cianorte. De lá pra cá, o ex-flamenguista acumulou 44 partidas, e os números jogam a seu favor: perdeu apenas sete delas e possui um aproveitamento de quase 70% dos pontos - sem ele, a média cai para 42%.

Muralha chegou ao Coritiba durante o Estadual do ano passado, após passagem pelo Albirex Niigata, do Japão, e conseguiu manter a titularidade durante a Série B mesmo após a volta do ídolo alviverde Wilson, que se recuperava de lesão. Aos poucos, foi ganhando confiança e se tornando uma das principais peças da equipe que ao fim do ano pôde comemorar o acesso.

"Tenho ótimas recordações, desde a minha volta do Japão para o Rio de Janeiro [novembro de 2019], o Rodrigo Pastana [diretor executivo do Coritiba] me ligou fazendo o convite para eu vir para o Coritiba. Disse que confiava muito no meu trabalho e que eu poderia ser uma peça importante no principal objetivo do clube, que naquela ocasião era acesso à série A. Guardo sempre essa frase e posso dizer que me sinto em casa", disse o goleiro.

"Já vivi momentos especiais, como o acesso. Recebo o carinho dos torcedores no dia-a-dia e minha família está bem adaptada em Curitiba. Mas sei que o futebol é dinâmico e precisamos sempre dar o nosso melhor. Queremos muito vencer esse Estadual e seguimos trabalhando forte para que isso aconteça", acrescentou Muralha, que tem 35 gols sofridos em 44 jogos e uma média de apenas 0,79.

De volta à elite do futebol brasileiro após três anos, Alex Muralha também aguarda com expectativa o início da competição e faz uma projeção sobre o que espera do time na disputa.

"Não é mentira quando a gente fala que é uma das competições mais equilibradas do mundo. São pelo menos oito equipes que começam ali brigando, e a disputa por posições e classificação vai até a última rodada. Tive momentos muito felizes com a camisa de Figueirense e Flamengo em edições do Brasileiro e sei de todas as dificuldades. Queremos fazer um campeonato muito bom e honrar a camisa do Coritiba com uma posição digna na competição", completa.

No próximo domingo (15), o Coritiba enfrenta o rival Athletico Paranaense, às 16h, no Couto Pereira, pelo Campeonato Paranaense. E Alex Muralha tem dois pontos a seu favor: desde que chegou ao Coritiba, não perdeu nenhum clássico contra os rivais da capital. Fora isso, possui 16 vitórias e apenas duas derrotas jogando dentro de casa.

Coritiba