PUBLICIDADE
Topo

Gerson evita rebater Juninho Paulista e diz que 1o pensa no Flamengo

Gerson, volante do Flamengo, comemora gol marcado contra Independiente del Valle, pela final da Recopa - Marcelo Cortes / Flamengo
Gerson, volante do Flamengo, comemora gol marcado contra Independiente del Valle, pela final da Recopa Imagem: Marcelo Cortes / Flamengo

Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/02/2020 01h12

Após fazer dois gols na decisão da Recopa, o volante rubro-negro Gerson evitou rebater o diretor de seleções, Juninho Paulista, que indicara que pesaria em suas convocações futuras a recusa a ir ao Pré-Olímpico. O jogador afirmou que pretende focar no Flamengo e, se tiver bem, terá uma chance na seleção. Nesta quarta-feira, o filho de Tite, Matheus Bachi, esteve no Maracanã para observar jogadores.

"Vou continuar trabalhar com humildade. Tenho que fazer bem no Flamengo. Primeiro, focar no meu clube. Sempre servir o país é importante. Tenho que pensar primeiro no Flamengo", analisou Gerson.

Ele não quis jogar o Pre-Olímpico porque perderia as férias já que jogou até o final de dezembro para disputar a final do Mundial. Anteriormente, era observado por Tite até para a seleção principal, mas havia uma limitação do número de jogadores que o treinador podia chamar do clube.

Gerson ainda apontou que foi importante para o Flamengo o fato de Jesus ter treinado o time para jogar com dez, assim como fazia com 11.

Flamengo