PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Diretor do Corinthians defende T. Nunes e revela possível saída de zagueiro

Tiago Nunes pouco antes da partida entre Corinthians e Santo André - Marcello Zambrana/AGIF
Tiago Nunes pouco antes da partida entre Corinthians e Santo André Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo

27/02/2020 01h49

Classificação e Jogos

Há quatro jogos sem vencer no Campeonato Paulista, o Corinthians está pressionado. Tiago Nunes, um dos principais alvos do protesto da tarde de ontem (26), antes do empate com o Santo André por 1 a 1, foi defendido pelo diretor de futebol do clube, Duilio Monteiro Alves.

"Não sei a sua opinião sobre permanência ou não, tempo de trabalho ou não. A minha é de que se o trabalho é bem feito, o treinador continua. Foi como falei: 'O time vem rendendo e é uma mudança'. Lógico, temos que ter paciência e tranquilidade de que o trabalho vem sendo bem feito", afirmou.

Questionado sobre a pressão em cima da comissão técnica e dos jogadores, que deixaram o gramado da Arena nesta quarta sob protestos, o diretor pontuou que é preciso dar respaldo ao grupo.

"Temos que estar prontos para dar retaguarda para os jogadores, para o treinador, para que eles possam estar trabalhando", disse. "Por um lado são dias [de folga] bons para o trabalho, por ser reformulação, mas a pressão vai se manter até que o resultado apareça."

Duilio também detalhou a situação do zagueiro Marllon, que conversa com o Cruzeiro e pode deixar o clube. Ele aproveitou também para falar sobre Araos.

"Tem procura, existe conversa, interesse. Nada definido. Existe a possibilidade. Araos não. Não existiu essa conversa. Marllon é empréstimo até o fim do ano."

Depois de abrir a oitava rodada do Paulistão, o Alvinegro tem uma longa janela antes de enfrentar o Novorizontino no dia 7 de março (sábado), às 19h, em Novo Horizonte.

Corinthians