PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Estou cansada da insensibilidade do Flamengo, diz apresentadora da ESPN

Camisas com os garotos do Ninho foram estendidas em frente ao centro de treinamento do Flamengo - Divulgação
Camisas com os garotos do Ninho foram estendidas em frente ao centro de treinamento do Flamengo Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/02/2020 12h10

A entrevista do presidente Rodolfo Landim sobre o incêndio no Ninho do Urubu, à TV Brasil, incomodou a apresentadora Marcela Rafael. Acompanhando, durante o Sportscenter desta segunda-feira, um trecho da participação do dirigente do Flamengo ao programa No Mundo da Bola, a jornalista criticou a 'insensibilidade' da diretoria rubro-negra.

Recordando a reportagem especial feita pela ESPN a respeito da tragédia, que completou um ano no último sábado e vitimou dez jogadores das categorias de base do clube, Marcela cobrou respostas da 'omissa' diretoria rubro-negra. Além disso, a apresentadora recordou o pronunciamento de Landim à Fla TV, assim como a tentativa frustrada das famílias em entrar no Ninho do Urubu para homenagear seus familiares.

"A gente não é culpado. A imprensa não é culpada do que aconteceu lá no Ninho do Urubu, para estar falando que alguém ficou feliz e ninguém falou. A gente entrevistou as dez famílias, a gente colocou em série de reportagem. Quem tem que começar a tratar melhor as famílias que perderam seus filhos é a diretoria do Flamengo. Olha, a gente está cansado, e a gente vai ter que falar, e vai continuar falando... Todo mês a gente vai colocar um dia aqui, porque eu estou cansada também da insensibilidade da diretoria do Flamengo", disse a apresentadora.

"A diretoria do Flamengo que chegou no começo do ano e mandou os meninos que sobreviveram embora. Por que mandaram os meninos embora? A diretoria do Flamengo que não dá entrevista, que grava no YouTube o que quer falar, dizendo que é entrevista. Não é entrevista. Chega! A gente tem que cobrar. A gente está aqui e tem que cobrar todo dia. O que aconteceu é um absurdo, e a diretoria do Flamengo está sendo omissa sim, e a gente precisa falar isso", completou.

À TV Brasil, Landim reclamou do papel dos advogados, que, segundo ele, criam barreiras para para impedir a aproximação entre o clube e os familiares.

"Os advogados das vítimas colocam barreiras para que o Flamengo não se aproxime das vítimas. Eles endurecem a aproximação, dizendo que o clube é duro. (...) Uma das famílias que acertou com a gente saiu a público por iniciativa própria para dizer que o Flamengo a procurou, tratou muito bem. Mas essas coisas não são divulgadas", disse o presidente.

UOL Esporte vê TV