PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Técnico do PSG discorda de família de Cavani e reafirma lesão do atleta

FRANCK FIFE / AFP
Imagem: FRANCK FIFE / AFP

Do UOL, em São Paulo

23/01/2020 07h34

Thomas Tuchel, técnico do PSG, discordou da opinião da família do atacante Edinson Cavani, que considera que o jogador está sendo tratado de maneira injusta pelo clube francês.

Em entrevista concedida ontem após a vitória da equipe sobre o Reims, pela Copa da Liga Francesa, o treinador disse que em nenhum momento houve "falta de respeito" da diretoria ao uruguaio, que tem proposta do Atlético de Madri e já confirmou que não quer ficar em Paris.

Além disto, Tuchel reafirmou que Cavani não está disponível para jogar por questões físicas. "É uma pena que ele não pudesse estar aqui conosco, ele não está se sentindo bem com a virilha".

Por fim, o alemão despistou sobre o andamento das negociações do atacante com o clube espanhol. "Não há nenhuma atualização sobre o caso dele", afirmou.

"Ataque" espanhol

O Atlético de Madri não desiste da contratação de Cavani. Depois de propor ao PSG um valor de 15 milhões de euros (cerca de R$ 70 milhões), o clube espanhol, de acordo com o jornalista Nicoló Schira, ofereceu um bônus para ter o atacante.

O valor adicional proposto pelo time de Madrid aos franceses, segundo a imprensa espanhola, gira em torno de 3 milhões de euros (cerca de R$ 14 milhões).

Esta seria a última operação do Atlético para trazer o atleta ainda nesta janela de transferência - Cavani tem contrato até o fim desta temporada com o PSG e pode, a partir de julho, jogar por outra equipe de graça.

Futebol